02:28 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9126
    Nos siga no

    Em uma publicação nas redes sociais, a Autoridade Nacional Palestina (ANP) pediu nesta sexta-feira (14) a intervenção imediata dos Estados Unidos para pôr fim à "agressão israelense".

    "O presidente [palestino, Mahmoud Abbas], se opõe à continuidade desta atividade criminosa e pediu à Administração dos Estados Unidos que intervenha rapidamente, e de forma imediata, para pôr fim à agressão israelense e manter a situação sob controle", afirmou a ANP em uma postagem publicada em seu perfil oficial do Facebook.

    Há pouco, o Exército israelense informou que a Força Aérea do país atacou um túnel no sul da Faixa de Gaza que continha servidores e equipamentos militares do movimento palestino Hamas, e também um edifício que abrigava um banco no norte da Faixa.

    Na noite de 11 de maio, os confrontos armados na fronteira entre Israel e o território palestino se agravaram, após expirar o ultimato do Hamas, que exigia a retirada de policiais e militares israelenses da Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, e do bairro de Sheikh Jarrah, na parte oriental da cidade sagrada.

    A nova onda de violência começou depois que as autoridades israelenses decidiram despejar várias famílias palestinas em Sheikh Jarrah, para entregar suas residências a colonos judeus.

    Desde então, os ataques aéreos de Israel já deixaram mais de 120 palestinos mortos e cerca de 900 feridos, enquanto sete pessoas morreram do lado israelense, entre elas um militar. 

    Mais:

    Palestina encontra sinais de possível uso de armas químicas nos mortos dos ataques de Israel
    Kremlin: Putin e Guterres apoiam princípio de 2 Estados em solução de conflito israelo-palestino
    'Parar Israel é dívida de honra', diz Erdogan ao prometer apoio a palestinos em Jerusalém
    Tags:
    relações internacionais, conflito armado, EUA, Israel, Mahmoud Abbas, Palestina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar