22:32 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4960
    Nos siga no

    As forças governamentais da Síria, com o apoio da Força Aeroespacial da Rússia, eliminaram 338 terroristas em solo sírio desde 23 de abril deste ano, segundo porta-voz das forças russas.

    De acordo com o porta-voz, 26 esconderijos de militantes, mais de 21,5 toneladas de munições e sete toneladas de outros materiais bélicos e outras propriedades de terroristas foram encontrados.

    Por sua vez, as unidades das Forças Armadas da Síria inspecionaram 2.530 quilômetros de estrada e 865 edifícios, e limparam três áreas de minas.

    O porta-voz da Força Aeroespacial da Rússia na Síria reconhece a importância do trabalho conjunto entre as duas nações para a eliminação de 338 terroristas, detenção de 44 militantes, apreensão do equipamento utilizado em suas missões e destruição de 45 abrigos de grupos terroristas.

    "Graças à organização competente de operações conjuntas de reconhecimento e busca, danos significativos relacionados a militantes e equipamentos foram infligidos a grupos terroristas, e seus ataques contra militares e civis da República Árabe da Síria foram impedidos", declarou o porta-voz russo.

    Desde 2011 - ano no qual se iniciou a guerra civil na Síria - que a Federação da Rússia tem apoiado as forças leais ao governo de Bashar Assad, desde o fornecimento de equipamentos bélicos e apoio político, a envolvimento militar direto em 2015.

    Há cerca de dez anos que Moscou se debate contra novas missões promovidas pelo Ocidente no país árabe, com especial atenção aos EUA, tanto através de movimentos militares como pelo apoio de determinados grupos armados presentes em território sírio. 

    Mais:

    Incêndio explode em uma das principais refinarias da Síria (FOTOS)
    Terroristas realizam 39 ataques em região da Síria em 24h, dizem militares russos
    FDI lançam bombas em plena luz do dia perto da fronteira com Síria; há 1 ferido
    Tags:
    terroristas, Oriente Médio, Força Aeroespacial da Rússia, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar