07:20 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2194
    Nos siga no

    O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, pediu aos palestinos que se unam em meio à escalada das tensões entre Israel e o movimento palestino Hamas, considerado por Tel Aviv um grupo terrorista.

    "Todos os palestinos, incluindo aqueles em Gaza, em Quds [Jerusalém], na Cisjordânia, nas terras de 1948 e mesmo aqueles em campos de refugiados, formam apenas uma unidade. Eles deveriam adotar uma estratégia de coalescência. Cada parte deveria defender as outras partes e, sob pressão, usar as ferramentas à sua disposição", afirmou ontem (10) Khamenei por meio de nota.

    Ao menos 26 palestinos, incluindo nove crianças, e dois israelenses já perderam a vida nos conflitos que eclodiram nos últimos dias entre Israel e o movimento palestino Hamas, motivados pela violência policial israelense e a decisão de uma corte local de autorizar o despejo de 28 famílias palestinas de suas casas no bairro de Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental.

    ​Siga em frente em nome de Deus e saiba que "Deus certamente ajudará aqueles que ajudam a sua causa".

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou nesta terça-feira (11), após conversas com lideranças militares, que Israel deve intensificar os ataques ao longo da Faixa de Gaza.

    Mais:

    Turquia acusa Israel de gerar 'terror' em operação policial contra palestinos na mesquita de Al-Aqsa
    Israel a ferro e fogo: confrontos entre palestinos e policiais fazem mais de 100 feridos
    Foguetes foram disparados contra Israel por 10 horas, dizem Forças de Defesa do país
    Seis civis ficam feridos em ataque com foguete no sul de Israel
    Tags:
    líder, Aiatolá Ali Khamenei, conflitos, Tel Aviv, Jerusalém, Faixa de Gaza, Gaza, Palestina, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar