09:00 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1810
    Nos siga no

    Na segunda-feira (10), um helicóptero israelense das Forças de Defesa de Israel (FDI) bombardeou uma alegada base do grupo Hezbollah perto das colinas de Golã, deixando uma pessoa ferida.

    Conforme informa a agência de notícias estatal da Síria SANA, um helicóptero israelense atingiu um alvo perto de Khader, cidade ligada ao governo de Bashar Assad e seus aliados, entre os quais estão o Irã e o grupo libanês Hezbollah.

    O indivíduo atingido foi identificado pela mídia síria como sendo Tahir Mahmoud, civil sírio residente de Khader. No entanto, de acordo com o The Times of Israel, fotos compartilhadas nas redes sociais mostram o mesmo indivíduo usando uniforme militar e carregando um fuzil.

    O ataque raro à luz do dia em Quneitra feriu um "civil", de acordo com relatos sírios. O "civil", Tahir Mahmoud, se encontra em condição crítica em um hospital local.

    Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, Mahmoud, de fato, estaria trabalhando para o Hezbollah, que detém bases de operações perto da fronteira com Israel.

    A mídia israelense explica que é incomum as FDI realizarem este tipo de missões durante a luz do dia, sendo que quando o fazem é com o objetivo de prevenir ataques. Porém, até agora, as FDI se recusaram a comentar o sucedido.

    Mais:

    Foguetes foram disparados contra Israel por 10 horas, dizem Forças de Defesa do país
    Ataque com foguete a comboio de mantimentos deixa 1 soldado turco morto e 4 feridos na Síria
    Israel e Palestina trocam bombardeios: ataques deixam ao menos 20 mortos em Gaza
    Tags:
    fronteira, ataque, Hezbollah, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar