13:05 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 12
    Nos siga no

    O prazo para o premiê Benjamin Netanyahu formar novo governo expirou nesta quarta-feira (5) e o presidente de Israel está pronto para pedir a outro candidato que realize esta tarefa, tendo convidado dois oponentes principais do atual líder para consultas.

    No início de abril, o presidente de Israel, Reuven Rivlin, incumbiu o atual primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a formar novo governo em resultado das eleições para o Knesset, o parlamento israelense, expressando suas dúvidas de que qualquer dos candidatos seja capaz de fazer isso nas condições atuais. A lei prevê um prazo de 28 dias para negociações que resultem em uma coalizão.

    O mandato de 28 dias para Netanyahu formar uma coalizão governista expirou em 5 de maio após ele não ter conseguido acordar condições com potenciais parceiros de direita, abrindo o caminho para o presidente atribuir a tarefa a outro deputado.

    Espera-se que seja Yair Lapid, de acordo com a agência Reuters, cujo partido centrista Yesh Atid ficou em segundo lugar depois do partido de direta de Netanyahu, o Likud, nas eleições de 23 de março, nas quais nem o primeiro-ministro, nem seus rivais ganharam o controle de uma maioria parlamentar.

    Na segunda-feira (3), Netanhahu declarou que o líder do partido Yamina, Naftali Bennett, pode ser o primeiro na rotação para ocupar o cargo do chefe do governo por um ano, adicionando também que aos membros do Yamina serão oferecidas "posições importantes" no governo e no parlamento.

    Mas, conforme informou o partido do premiê na conta oficial do Twitter alguns minutos antes de expirar o prazo, "devido à recusa de Bennet [de aderir] ao governo de direita, o que sem dúvidas levaria à formação de um governo com adesão de outros membros do Knesset, o primeiro-ministro Netanyahu está devolvendo agora o mandato ao presidente".

    Por sua vez, o presidente anunciou que os partidos serão contatados "relativamente ao processo de formação do governo".

    As eleições para a 24ª convocação do Knesset ocorreram em 23 de março de 2021 e se tornaram as quartas eleições antecipadas seguidas em dois anos, após o parlamento anterior ter votado sua dissolução.

    Em resultado das eleições, o líder do partido vencedor deve formar uma coalizão maioritária, para o que ele precisa de obter apoio de ao menos 61 deputados dos 120. Se nenhum dos partidos conseguir formar governo dentro do prazo marcado, o 24º Knesset pode também ser dissolvido.

    Mais:

    EUA e Israel acordam criar frente para conter avanço militar do Irã, informa mídia
    Evento religioso em Israel se transforma em desastre com dezenas de vítimas
    Governo de Israel pratica 'apartheid e perseguição' contra palestinos, afirma Human Rights Watch
    Tags:
    parlamento, knesset, Israel, Benjamin Netanyahu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar