03:15 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1270
    Nos siga no

    Pelo menos dois foguetes atingiram a base aérea de Ain Al-Asad no Iraque, informaram militares do país nesta terça-feira (4) em um comunicado. O ataque não causou vítimas, acrescenta o comunicado sem fornecer mais detalhes.

    A base militar, que se situa no oeste do Iraque, hospeda forças dos EUA e outras forças internacionais.

    Neste domingo (2), ao menos dois foguetes foram lançados contra Camp Victory, outra base militar que abriga militares norte-americanos, segundo informações a ação não provocou vítimas.

    As forças e instalações americanas no Iraque são alvos constantes de ataques, sendo o alvo mais frequente a Embaixada dos EUA, localizada dentro da chamada Zona Verde, uma área do centro de Bagdá que inclui vários edifícios governamentais e diplomáticos.

    Soldados dos EUA ficam de guarda durante a cerimônia de entrega do aeródromo Qayyarah às forças de segurança iraquianas no sul de Mossul, Iraque
    © AP Photo / Ali Abdul Hassan
    Soldados dos EUA ficam de guarda durante a cerimônia de entrega do aeródromo Qayyarah às forças de segurança iraquianas no sul de Mossul, Iraque

    No início de abril, Washington e Bagdá confirmaram a completa retirada das tropas norte-americanas que permaneciam no Iraque com o objetivo de lutar contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países).

    As únicas forças que permanecem no território iraquiano são somente utilizadas para tarefas de aconselhamento às forças iraquianas.

    As duas partes não estabeleceram prazos concretos, mas disseram que não haverá mais bases militares estrangeiras em território iraquiano.

    Mais:

    EUA levam mais de 40 tanques de petróleo sírio para o Iraque, diz mídia local
    EUA e aliados condenam ataque a forças norte-americanas no Iraque
    Projéteis caem perto de base usada por militares dos EUA em Bagdá (FOTOS)
    Tags:
    forças militares, tropas estrangeiras, Iraque, EUA, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar