22:24 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    191
    Nos siga no

    As partes do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), também conhecido como acordo nuclear iraniano, concordaram em remover várias pessoas e entidades das listas de sanções contra Teerã durante as negociações em Viena.

    O anúncio foi feito pelo vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Abbas Araghchi, neste sábado (1º), que destacou que as discussões ainda estão em andamento.

    "Houve um acordo para remover os nomes de muitas pessoas, indivíduos e organizações das listas de sanções, mas há outros que ainda estão nessas listas por vários motivos. Nossas negociações nesta parte do trabalho ainda estão em andamento", disse Araghchi em comunicado.

    O JCPOA foi assinado pelo Irã em 2015 em conjunto com a China, França, Alemanha, Rússia, Reino Unido, EUA, Alemanha e União Europeia. O acordo exigia que o Irã reduzisse seu programa nuclear e as reservas de urânio em troca de alívio das sanções, incluindo a suspensão do embargo de armas cinco anos após a adoção do acordo.

    Enrique Mora, secretário-geral adjunto do Serviço Europeu de Ação Externa e Abbas Araghchi, vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, aguardam o início de uma reunião da Comissão Mista do acordo nuclear em Viena, Áustria, 6 de abril de 2021
    © REUTERS / Delegação da União Europeia em Viena, Áustria
    Enrique Mora, secretário-geral adjunto do Serviço Europeu de Ação Externa e Abbas Araghchi, vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, aguardam o início de uma reunião da Comissão Mista do acordo nuclear em Viena, Áustria, 6 de abril de 2021

    Em 2018, os EUA abandonaram o acordo durante a administração de Donald Trump (2017-2021) e implementaram rígidas sanções contra Teerã.

    O Irã aprovou em dezembro de 2020 uma lei para aumentar seu enriquecimento de urânio e limitar as inspeções da ONU de suas instalações nucleares em resposta à morte do cientista nuclear Mohsen Fakhrizadeh. Teerã tem afirmado que regressará imediatamente ao cumprimento pleno do acordo nuclear assim que as sanções ao país sejam retiradas.

    Mais:

    EUA minimizam expectativas sobre retomada do acordo nuclear com o Irã
    Israel está preocupado com EUA querendo 'retornar ao acordo nuclear a qualquer custo'
    Irã afirma não estar disposto a fazer quaisquer concessões fora do acordo nuclear
    'Interessados em chegar a um acordo': UE afirma progresso no pacto nuclear entre Washington e Teerã
    Tags:
    Irã, acordo nuclear, negociações, Viena, Plano de Ação Conjunto Global, EUA, sanções
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar