04:59 10 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)
    0 40
    Nos siga no

    O anúncio ocorreu um dia após as autoridades dizerem que o sistema de saúde da Tunísia estava à beira do colapso devido ao enorme número de casos impulsionado pela variante britânica.

    Foi descoberta na Tunísia uma nova cepa do SARS-CoV-2, anunciou em comunicado na sexta-feira (23) o Ministério da Saúde do país.

    "A nova cepa está sendo estudada, e sua fonte ainda não foi descoberta. Não é a cepa brasileira, sul-africana ou britânica", disse Faouzi Mehdi, diretor do órgão, citado pela emissora Mosaique FM, observando que vai recorrer à OMS para determinar seu tipo.

    Al-Hashemi al-Wazir, membro do Comitê Científico de Combate ao Coronavírus, que assessora o governo na luta contra a pandemia, afirmou à emissora Shems FM que entre 5% e 10% dos pacientes infectados tinham a nova cepa, sendo que 80% dos casos ativos contraíram a variante do Reino Unido.

    Isso levou Jalila bin Khalil, porta-voz da organização, a confirmar à agência emiradense Al-Arabiya que o comitê avaliará a situação sanitária e tomará novas medidas, que poderiam incluir o fechamento das fronteiras, bem como limitações ao trânsito de cidadãos.

    Na quinta-feira (22) Amenallah Messadi, também do comitê, relatou à agência Reuters que o sistema de saúde nacional estava à beira do colapso após um aumento de casos impulsionado pela variante britânica do coronavírus.

    O portal Worldometer registra 296.843 casos da COVID-19 na Tunísia até sexta-feira (23), bem como uma tendência de subida nos casos ativos desde 22 de março. Na quinta-feira (22) o país ultrapassou as 10.000 mortes.

    Tema:
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)

    Mais:

    Tunísia é o 3º país da África a registrar a vacina Sputnik V
    Guatemala proíbe viagens do Brasil, Reino Unido e África do Sul devido a novas cepas da COVID-19
    Reino Unido deveria estar 'terrivelmente preocupado' com cepa indiana do SARS-CoV-2, diz cientista
    Tags:
    Organização Mundial da Saúde, OMS, Al-Arabiya, África do Sul, Reino Unido, Brasil, Ministério da Saúde, COVID-19, Tunísia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar