00:47 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    720
    Nos siga no

    O produtor lesotiano de maconha medicinal MG Health anunciou que a empresa recebeu a confirmação do cumprimento dos padrões de boas práticas de fabricação da UE e começará a exportar seus produtos para o bloco.

    "O que isso significa é que temos autorização para exportar nossos produtos como um ingrediente farmacêutico ativo para a Alemanha e para o mercado europeu em geral", disse Andre Bothma, CEO da empresa com sede no Lesoto, país situado na África Austral, em comunicado de imprensa.

    A MG Health recebeu licença comercial para produzir flores de maconha medicinal e seus extratos em 2017. A autorização de exportação foi concedida pelo governo do distrito da Alta Baviera, na Alemanha.

    Planta de maconha (imagem referencial)
    Planta de maconha (imagem referencial)

    De acordo com a MG Health, a Alemanha tem um dos requisitos farmacêuticos mais rigorosos para a maconha medicinal, pois a trata "como produtos farmacêuticos e narcóticos". Para receber a permissão de exportação, as empresas precisam provar que seu processo de fabricação está de acordo com as boas práticas de fabricação (GMP, na sigla em inglês) da União Europeia (UE) — um conjunto de diretrizes que garantem a alta qualidade do produto.

    "Abrindo efetivamente os mercados médicos globais para a empresa, o alinhamento com os padrões GMP dará aos médicos a certeza de que o produto que estão prescrevendo aos seus pacientes seja consistente, de alta qualidade, seguro e eficaz", afirmou a empresa.

    Até agora, apenas 20 empresas em todo o mundo obtiveram o certificado de conformidade GMP que lhes permite exportar maconha medicinal como ingrediente farmacêutico ativo para a UE, finalizou a MG Health.

    Mais:

    OPAS vai ajudar o Brasil a comprar remédios usados em intubações de pacientes com COVID-19
    Canabidiol no SUS: benefícios e entraves para o uso da maconha medicinal no Brasil (VÍDEO)
    México: deputados aprovam lei para uso recreativo e industrial da maconha
    Tags:
    maconha, medicamentos, saúde, África, Lesoto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar