23:53 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    146
    Nos siga no

    O Departamento de Estado dos EUA ordenou neste sábado (17) que todos os funcionários não essenciais da missão diplomática no Chade devem deixar o país devido a possíveis ataques insurgentes na capital, N'Djamena.

    Além do pessoal não essencial da embaixada, o Departamento de Estado dos EUA determinou que as famílias dos funcionários norte-americanos deixem o país africano porque os grupos armados estão aparentemente se dirigindo para a capital.

    "Grupos armados não governamentais no norte do Chade estão se movimentando rumo ao sul e indicam que estão se deslocando em direção a N'Djamena", informou o departamento em seu alerta de viagens.

    Chade. Em 17 de abril de 2021, o Departamento [de Estado] ordenou a saída de funcionários não essenciais da embaixada norte-americana em N'Djamena devido a distúrbios civis e violência armada.

    "Dada a proximidade dos rebeldes de N'Djamena, e a possibilidade de violência na cidade, todos os funcionários não essenciais do governo norte-americano foram ordenados a deixar o Chade através da aviação comercial'', acrescentou o Departamento de Estado.

    A chancelaria dos EUA já vinha alertando os seus cidadãos a não viajarem ao Chade por causa de distúrbios e pela presença do grupo jihadista Boko Haram (organização proibida na Rússia e em outros países). Agora, o Departamento de Estado afirma que qualquer norte-americano que estiver no país deve aproveitar os voos comerciais para sair, pois o governo do Chade pode impor restrições de viagem sem aviso prévio.

    O Chade é um Estado sem acesso ao mar, localizado no centro-norte da África. O país abriga cerca de meio milhão de refugiados de nações vizinhas, como Sudão, Nigéria e República Centro-Africana, enquanto outros 330.000 chadianos são considerados deslocados internos, a maioria deles na região instável do lago Chade, onde estão ativos os militantes do Boko Haram.

    Mais:

    Confrontos em região de corrida do ouro no Chade deixam 30 mortos
    Míssil disparado acidentalmente de caça Su-25 deixa 5 mortos em base aérea no Chade (VÍDEO)
    Governo do Chade anuncia prisão de soldados acusados de estupros no Níger
    Tags:
    Chade, Estados Unidos, Departamento de Estado dos EUA, alerta de viagem, terrorismo, grupos rebeldes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar