18:18 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    149
    Nos siga no

    O meio-irmão do rei Abdullah II da Jordânia, o ex-príncipe herdeiro Hamzah bin Al-Hussein, diz que está em prisão domiciliar e foi proibido de se comunicar com pessoas fora de sua casa.

    "Recebi a visita do chefe do Estado Maior das Forças Armadas da Jordânia esta manhã, na qual ele me informou que eu não tinha permissão para sair, para me comunicar com as pessoas ou para me encontrar com elas, porque nas reuniões que estive presente — ou nas redes sociais relacionadas a visitas que eu fiz — houve críticas ao governo ou ao rei", disse o príncipe Hamzah em um vídeo gravado neste sábado (3) e divulgado pela mídia britânica e árabe.
    Foto divulgada pela Corte Real Hachemita: rei Abdullah II da Jordânia discursa durante a inauguração da 19ª sessão extraordinária do Parlamento, em Amã, Jordânia.
    © AP Photo / Yousef Allan
    Foto divulgada pela Corte Real Hachemita: rei Abdullah II da Jordânia discursa durante a inauguração da 19ª sessão extraordinária do Parlamento, em Amã, Jordânia

    O príncipe Hamzah disse que conseguiu postar o vídeo, gravado em inglês, graças à Internet via satélite, que ainda não havia sido cortada (suas linhas telefônicas foram cortadas e sua segurança removida).

    Hamzah disse que vários de seus amigos foram presos, mas ressaltou que ele próprio não foi acusado de fazer críticas às estruturas de governo da Jordânia.

    Mais:

    EUA aprovam venda de centro de treinamento de pilotos de F-16 para a Jordânia 
    Jordânia se torna 49º país a autorizar o uso da vacina Sputnik V contra a COVID-19
    COVID-19: ministro da Saúde da Jordânia renuncia após mortes de pacientes por falta de oxigênio
    Tags:
    prisão, príncipe, governo, reino, Jordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar