06:44 25 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6211
    Nos siga no

    O navio cargueiro gigante que bloqueou o canal de Suez por quase uma semana foi finalmente arrastado do local onde encalhou, permitindo ao trânsito marítimo regressar à normalidade.

    Após ter bloqueado parcialmente o canal de novo, várias horas após o primeiro anúncio de que teria sido desencalhada, a embarcação maciça foi, por fim, retirada do local. Deste modo, o almirante Osama Rabie, chefe da Autoridade do Canal de Suez, pôde anunciar o regresso da normalidade ao tráfico marítimo.

    Por fim, nesta manhã, o presidente egípcio Abdel Fattah Sisi anunciou o sucesso da missão de desencalhe do Ever Given.

    Mais tarde, a embarcação teria regressado à posição anterior devido ao vento, mas uma fonte da administração do canal teria informado que a situação já não seria tão difícil de resolver como no início.

    O navio porta-contêineres Ever Given, propriedade da empresa taiwanesa Evergreen Marine, seguia da China para o porto holandês de Roterdã. Na terça-feira (23), ficou atravessado e preso nas margens do canal de Suez, bloqueando todo o tráfego em ambas as direções do canal. Sua obstrução do canal resultou na perda de US$ 9 bilhões por dia no mercado global, dificultando a situação de diversas cadeias de produtos já tão afetadas pela pandemia da COVID-19.

    Agora, segundo a autoridade responsável pela embarcação, o Ever Given será deslocado até o Grande Lago Amargo de modo a ser inspecionado e se aferir se ainda estará em condições de voltar a navegar.

    O bloqueio da embarcação ocorrido na terça-feira (23) teria sido devido ao mau tempo, disse assessor do presidente do Egito hoje (29) à Sputnik. O mesmo já declarou que não serão necessárias obras de reconstrução no canal de Suez, garantindo que a via é perfeitamente segura.

    No entanto, foi exigida uma recompensa por todos os donos dos navios que ficaram bloqueados pelo Ever Given. Para além disso, o regresso do trânsito marítimo à total normalidade deverá ainda demorar cerca de quatro dias.

    Mais:

    Parte de templo perdido do faraó Ptolomeu I é descoberta no Egito (FOTOS)
    Egito e França conduzem exercício naval conjunto no mar Vermelho (FOTOS)
    China teria 'duplicado' exportações à Europa pela Rússia e Ásia antes do bloqueio no canal de Suez
    Tags:
    bloqueio, acidente, trânsito, navio, Suez, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar