03:39 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    460
    Nos siga no

    O número de barcos que esperam para atravessar o canal de Suez, que está bloqueado desde o dia 23 por um navio cargueiro encalhado, chegou neste sábado (27) a 321, informou o chefe da autoridade que administra o canal.

    Em uma coletiva de imprensa, o tenente-general Osama Rabie, presidente da Autoridade do Canal de Suez, disse que, "atualmente, 321 barcos estão à espera de atravessar o canal de Suez devido a essa situação" e não descartou que o acidente tenha sido provocado por falha humana.

    "A tempestade de areia e os fortes ventos no dia do incidente não foram as causas principais", afirmou Rabie.
    Osama Rabie, presidente da Autoridade do Canal de Suez, em entrevista coletiva
    © REUTERS / Mohamed Abd El Ghany
    Osama Rabie, presidente da Autoridade do Canal de Suez, em entrevista coletiva

    Sobre a operação para liberar o gigantesco navio de carga, Rabie informou que os trabalhos estão sendo realizados 24 horas por dia e contam com a participação de dez rebocadores.

    Segundo o tenente-general, a situação é extremamente complexa devido ao tamanho da embarcação e pela quantidade de contêineres a bordo, o que torna o descarregamento do navio uma tarefa extremadamente difícil e "o último e indesejável cenário".

    Imagem de satélite mostra centenas de navios ancorados à espera da reabertura do canal de Suez
    © REUTERS / Maxar Technologies
    Imagem de satélite mostra centenas de navios ancorados à espera da reabertura do canal de Suez

    No dia 23 de março, o cargueiro Ever Given, com 400 metros de comprimento e capacidade para transportar cerca de 220 mil toneladas, encalhou no quilômetro 151 do canal de Suez, bloqueando uma das rotas comerciais mais importantes do mundo.

    De acordo com uma estimativa feita pela publicação Commercial Times, de Taiwan, cada hora de inatividade do canal provoca perdas de aproximadamente US$ 400 milhões (cerca de R$ 2,28 bilhões).

    A companhia japonesa Shoei Kisen Kaisha, proprietária do Ever Given, afirmou que tem esperança de que a embarcação seja desencalhada ainda neste fim de semana.

    Mais:

    Cargueiro preso no canal de Suez bloqueia mais de 150 navios e traz perdas milionárias por segundo
    Preço do petróleo tem aumento de 5% após cargueiro gigante encalhar no canal de Suez
    Remoção do navio no Canal de Suez 'pode levar semanas', diz empresa que trabalha no reboque (FOTOS)
    Tags:
    via marítima, comércio internacional, navio encalhado, Canal de Suez
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar