17:08 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4152
    Nos siga no

    O Reino Unido anunciou em 16 de março seu novo plano de política externa e de defesa pós-Brexit, que prevê um aumento de seu arsenal nuclear de 180 ogivas estocadas para 260.

    O embaixador iraniano na Rússia, Kazem Jalali, disse à Sputnik nesta sexta-feira (26) que o Irã se opõe aos planos do Reino Unido de aumentar seu potencial nuclear.

    "Em linha com a filosofia do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, as armas nucleares devem ser reduzidas e as tecnologias nucleares devem ser desenvolvidas dentro do conceito de átomos para a paz", disse o diplomata.

    "A República Islâmica do Irã desenvolve sua energia nuclear para fins pacíficos, e não concordamos com o acúmulo de armas nucleares", acrescentou Jalali, ao comentar os planos de Londres.

    ​Em 16 de março, o Reino Unido lançou sua nova estratégia de defesa, segundo a qual o estoque de armas nucleares seria aumentado para 260 ogivas, revertendo os planos anteriores de reduzi-lo para 180 ogivas em meados da década de 2020. A mudança representa um aumento de cerca de 45%, dando fim ao desarmamento progressivo implementado há 30 anos.

    No mesmo dia, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, acusou Londres de "hipocrisia total", apontando para as preocupações do Reino Unido com as potenciais armas nucleares do Irã.

    Mais:

    Acordo nuclear: Irã tenta pressionar EUA anunciando 'teste a frio' de novo reator
    Israel diz estar se preparando para 'tomar medidas' que impeçam Irã de ganhar poder nuclear
    'Não temos pressa': líder supremo do Irã reafirma que EUA devem regressar ao acordo nuclear primeiro
    Novo míssil balístico norte-coreano seria arma nuclear tática, dizem especialistas
    Tags:
    Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP), Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, embaixador, armas nucleares, Irã, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar