11:04 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 292
    Nos siga no

    A República Islâmica vem investindo de forma sólida e progressiva desde o ano passado em seu arsenal militar, adquirindo drones, helicópteros, navio e novos sistemas de defesa.

    Na Marinha, 188 drones de diferentes tipos das séries Ababil-2, Mohajer-6, Sepehr, Shahab-2 e Hudhud-4, foram adquiridos, assim como dois helicópteros anfíbios e quatro helicópteros de combate armados com mísseis, de acordo com o The Jerusalem Post.

    Todo esse equipamento e meios de transporte integram a frota da Marinha do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês).

    Segundo o comandante iraniano, Ali Reza Tangsiri, "a partir de agora, todas as operações da Marinha do IRGC serão efetuadas com drones cultivados localmente", de acordo com a agência Xinhuanet.

    Com esses drones, um evento importante em setembro de 2020 foi interceptado pelo IRGC, quando os veículos não tripulados identificaram o porta-aviões dos EUA, USS Nimitz, antes que o mesmo passasse pelo estreito de Ormuz, segundo a agência iraniana Tasnim.

    Forças do Exército do Irã participam de exercício militar na região costeira de Makran, Irã, 19 de janeiro de 2021
    © AFP 2021 / HO / Escritório do Exército do Irã
    Forças do Exército do Irã participam de exercício militar na região costeira de Makran, Irã, 19 de janeiro de 2021

    Além de drones e helicópteros, o Irã equipou seu novo navio, Shahid Roudaki, com "uma variedade de radares e sistemas de guerra eletrônica". O navio também conta com um míssil de cruzeiro superfície-superfície e um míssil superfície-ar, e pode transportar helicópteros, drones e lanchas, segundo a mídia. O país também planeja construir submarinos próprios para incorporá-los às Forças Armadas.

    No dia 12 de março, a Marinha divulgou que estava testando um navio de base avançada cujo tamanho é comparável com os navios de base móvel expedicionária (ESB, na sigla em inglês) da Marinha dos Estados Unidos.

    O país persa também revelou a compra de um míssil balístico que faz parte da família Zulifqar, com um alcance de 700 quilômetros para alvos navais.

    No ar, após exercícios realizados na cidade iraniana de Semnan, o Irã apresentou seu sistema de defesa aérea Bavar-373, assim como os Mersad, Khordad 15 e 3rd Khordad.

    "Neste exercício, vários sistemas de defesa - incluindo radar, míssil, sistemas de guerra eletrônica e reconhecimento eletrônico - são usados, e os sistemas locais Mersad, Khordad 15 e 3rd Khordad destruíram com sucesso os alvos atribuídos pela rede de defesa aérea integrada", segundo o IRGC citado pelo The Jerusalem Post.

    A mídia também destaca as conquistas do IRGC com mísseis no ano passado e revela novos lançadores e silos para mísseis balísticos de longo alcance do Irã.

    A compra de novos drones, helicópteros, do míssil balístico Zulifqar, o novo sistema implementado no navio Shahid Roudaki e o sistema aéreo de defesa Bavar-373, apontam para uma capacidade militar ainda mais robusta e assertiva do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica.

    Mais:

    Ministro da Defesa iraniano exige do Reino Unido 'medidas práticas' para pagar dívida ao Irã
    China aumenta importações de petróleo do Irã e Venezuela e desafia EUA, diz mídia norte-americana
    Irã critica UE por lhe pedir para 'agir com responsabilidade' e ignorar armas nucleares de Israel
    Tags:
    Oriente Médio, militar, navio, drones, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar