07:13 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    COVID-19 no mundo no final de março de 2021 (98)
    124
    Nos siga no

    As pesquisas de boca de urna apontam que o partido do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o Likud, obteve o maior número de cadeiras do Parlamento nas eleições de hoje (23) em Israel, mas sem garantir maioria para formar governo.

    As projeções, baseadas em pesquisas de opinião, sugerem que o único caminho de Netanyahu para formar uma coalizão de direita viável requer um acordo com Naftali Bennett, que não descartou aderir ao bloco de oposição ao primeiro-ministro, informou a Agência France-Presse.

    No poder por 12 anos consecutivos, Netanyahu é o primeiro-ministro de Israel com mais tempo no cargo e o primeiro chefe de governo a ser indiciado no país depois de ser formalmente acusado de corrupção no ano passado, uma alegação que ele nega.

    O político de 71 anos baseou sua campanha no sucesso do programa de vacinação contra o coronavírus em Israel, um dos mais bem-sucedidos do mundo, e nos acordos históricos firmados por ele para normalizar as relações com quatro Estados árabes.

    Embora Netanyahu tenha classificado os resultados projetados para o pleito - o quarto em um período de dois anos - como uma "grande vitória para a direita" e para o Likud, ele ainda pode ficar aquém da maioria para formar governo.

    "Cidadãos de Israel - Muito obrigado! Vocês deram uma grande vitória para a direita e para o Likud sob a minha liderança. O Likud é grande e tem uma grande vantagem para o segundo partido mais votado", escreveu Netanyahu no Twitter.
    Naftali Bennett, líder do partido HaBayit HaYehudi Lar Judaico
    © AP Photo / Abir Sultan
    Naftali Bennett, líder do partido HaBayit HaYehudi "Lar Judaico"

    Segundo as projeções divulgadas pela AFP, o Likud deverá ficar com 31 ou 32 assentos no Knesset, o Parlamento de Israel, que tem 120 parlamentares no total. Contando com seus aliados religiosos de direita, as pesquisas apontam que Netanyahu terá apoio de aproximadamente 50 parlamentares.

    Se essas projeções refletirem o resultado final, uma maioria de 61 cadeiras poderia ser possível para Netanyahu se ele concordasse com os termos de Bennett, um nacionalista religioso multimilionário.

    Yair Lapid, líder do partido israelense Yesh Atid
    © CC0
    Yair Lapid, líder do partido israelense Yesh Atid

    Contudo, o principal adversário do atual premiê, Yair Lapid, do partido centrista Yesh Atid, afirmou que o bloco anti-Netanyahu tem um caminho traçado para conseguir a maioria.

    "No momento, Netanyahu não tem 61 cadeiras", disse Lapid.

    "Comecei a conduzir conversas com partes do bloco de mudança esta noite. Faremos de tudo para formar um governo são em Israel", disse Lapid em um evento para seus apoiadores, segundo a AFP.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no final de março de 2021 (98)

    Mais:

    EUA querem promover pacto entre Israel e Arábia Saudita se Riad adotar os 'valores norte-americanos'
    Araújo defende parceria com Israel no desenvolvimento de 'vacinas e remédios' contra a COVID-19
    Ministro israelense confirma intenção de Israel de anexar partes da Cisjordânia
    Tags:
    boca de urna, Partido Likud, Benjamin Netanyahu, COVID-19, Israel, eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar