17:56 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    0 80
    Nos siga no

    O primeiro lote da vacina russa Sputnik V deve chegar ao Líbano na próxima semana, segundo o que disse à Sputnik o presidente do Conselho de Negócios Russo-Libanês, Jacques Sarraf, nesta quinta-feira (18).

    De acordo com Sarraf, o Líbano vai pagar US$ 38 (cerca de R$ 211) por cada duas doses do imunizante.

    "O primeiro lote da vacina russa Sputnik V chegará ao Líbano na próxima semana", disse Sarraf, acrescentando que a entrega será realizada sob um acordo com uma empresa farmacêutica privada, a Pharmatrade.

    Uma comissão científica do Ministério de Saúde Pública do Líbano aprovou o uso da Sputnik V no início de fevereiro. Beirute pediu a Moscou que fornecesse 200 mil doses da vacina como forma de assistência ao país. Outras doses serão adquiridas por empresas privadas, já que o Líbano alegou não poder alocar recursos públicos para este fim.

    Além da Sputnik V, o Líbano deu sinal verde para a aplicação das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Sinopharm, da China.

    Até o momento, o país do Oriente Médio relatou cerca de 427 mil casos de COVID-19, com mais de 5.500 mortes registradas.

    Vacina Sputnik V produzida no Complexo Farmacêutico Karaganda
    © Sputnik
    Vacina Sputnik V produzida no Complexo Farmacêutico Karaganda

    Além do Libano, outros países do Oriente Médio também já aprovaram a Sputnik V, como Palestina, Irã, Líbano, Jordânia e Bahrein. A vacina da Rússia é atualmente a segunda mais aprovada no mundo (atrás apenas da vacina de Oxford/AstraZeneca), com autorização para ser aplicada em 51 países.

    A eficácia da vacina em estudos clínicos está entre as maiores em meio aos imunizantes já aprovados mundo afora. Conforme estudos publicados na revista The Lancet, uma das mais respeitadas do mundo, a Sputnik V demonstrou 91,6% de eficácia.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    Sem Sputnik V, italianos pedem para receber doses da vacina russa em San Marino
    Comissário europeu diz que vacina russa Sputnik V deve ser produzida na UE
    Chanceler austríaco quer que União Europeia aprove Sputnik V 'o quanto antes'
    COVID-19: políticos noruegueses pedem aprovação da Sputnik V ante recorde no número de casos
    Tags:
    vacinação, vacina, Sputnik V, novo coronavírus, pandemia, COVID-19, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar