06:45 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2213
    Nos siga no

    Relatos apontam que as zonas de lançamento de mísseis balísticos estejam no sudoeste do Irã, a cerca de 805 quilômetros do Kuwait, onde atualmente se encontram mais de 13 mil soldados norte-americanos.

    As imagens, capturadas pela Maxar Technologies, mostram possíveis quatro silos para lançamento de mísseis. De acordo com um relatório do The Intel Lab, três dos buracos são "posições de lançamento vertical robustas" em fase final de construção.

    Imagens de satélite revelam novas localizações de lançamento de mísseis balísticos do Irã – a instalação de Khorgo, onde essas estruturas estão localizadas, a aproximadamente 850 quilômetros do Kuwait, onde 13.500 soldados americanos estão instalados.

    "Considerando sua localização geográfica e topografia existente, uma vez que o complexo tenha chegado à sua completa capacidade operacional, não vai ser fácil neutralizá-lo utilizando meios convencionais", informou o analista-chefe da The Intel Lab, Itay Bar-Lev.

    Base de mísseis de Khorgo, no Irã. Desde 2018, esta base passou por uma atualização significativa na forma de posição de lançamento robusta, similar à base de mísseis Haji Abad. Recentes imagens de inteligência mostram que as escavações renovadas e os pontos de lançamento podem ainda não ser operacionais.

    O empenho no desenvolvimento do arsenal bélico e nuclear da República Islâmica tem se tornado uma das principais prioridades do governo iraniano desde 2018, quando o ex-presidente americano, Donald Trump, retirou os EUA unilateralmente do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) e impôs sanções à nação persa. Deste modo, as tensões entre ambas as nações estão em escalada rápida, sem que nenhuma das partes tenha chegado a uma decisão concreta sobre o estado do acordo nuclear de 2015, mesmo com uma nova administração democrata na Casa Branca.

    Por outro lado, Israel, o principal aliado dos EUA no Oriente Médio, alegadamente está se preparando para um possível ataque às usinas nucleares iranianas. Contudo, em resposta a tal ameaça, Teerã avisou que poderia facilmente "aniquilar" Tel Aviv e Haifa – as duas maiores cidades israelenses – se o Estado judeu decidir atacar.

    Mais:

    Israel será atingido por 2 mil mísseis ao dia em possível guerra com Hezbollah, diz general das FDI
    Drone de ataque russo Grom receberá mísseis de cruzeiro de alta precisão Kh-38
    'Ameaça direta à Rússia': EUA planejam inaugurar no Alasca radar para rastrear mísseis balísticos
    Tags:
    Irã, Oriente Médio, mísseis, lançamento, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar