09:38 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    131
    Nos siga no

    A ONU pediu US$ 3,85 bilhões (R$ 21,7 bilhões) para dar assistência urgente para salvar as vidas de 16 milhões de pessoas no Iêmen neste ano, disse o porta-voz da organização, Stéphane Dujarric, nesta quarta-feira (17).

    "Nós, junto com nossos parceiros humanitários, publicamos o Plano de Resposta Humanitária do Iêmen 2021. O Plano busca US$ 3,85 bilhões [R$ 21,7 bilhões] para levar ajuda urgente para salvar as vidas de 16 milhões de pessoas no país", disse Dujarric em uma entrevista coletiva.
    Crianças brincam em campo para pessoas deslocadas internamente na cidade de Marib, Iêmen, 16 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Stringer
    Crianças brincam em campo para pessoas deslocadas internamente na cidade de Marib, Iêmen, 16 de fevereiro de 2021

    A guerra no Iêmen está em andamento desde 2014 entre as forças do governo e os houthis, também conhecido como movimento Ansar Allah. Em 2015, a coalizão árabe liderada pelos sauditas se juntou à luta ao lado do governo.

    As agências humanitárias receberam até agora apenas US$ 374 milhões (R$ 2,115 bilhões) dos US$ 3,85 bilhões (R$ 21,7 bilhões) que as Nações Unidas afirmam ser necessários este ano, afim de evitar que a ameaça se torne a pior crise de fome do mundo em décadas, segundo o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UNOCHA).

    Mais:

    Boris Johnson é criticado por corte de ajuda ao Iêmen enquanto vende armas para sauditas
    ONU lança campanha para promover igualdade de acesso às vacinas contra a COVID-19
    Crise em Mianmar: mortes em protestos após golpe chegam a 149, diz ONU
    Tags:
    ajuda humanitária, Iêmen, ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar