11:05 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4812
    Nos siga no

    A Força Aérea Real britânica realizou uma série de ataques contra posições do Daesh no Iraque em apoio às forças de segurança locais, informou nesta segunda-feira (15) o Ministério da Defesa do Reino Unido.

    A Força Aérea Real (RAF, na sigla em inglês) enviou dois caças Typhoon FGR4 para apoiar suas forças terrestres em uma região remota e montanhosa a sudoeste de Arbil, no norte do Iraque, onde recentemente foi detectado um complexo de cavernas que serviam de refúgio para terroristas.

    "As cavernas identificadas foram avaliadas como alvos particularmente difíceis", diz o comunicado do ministério.

    A RAF realizou múltiplos ataques aéreos contra alvos do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] no norte do Iraque. Qualquer tentativa do Daesh de restabelecer uma base a partir da qual possa ameaçar o Reino Unido ou seus aliados será recebida com uma ação rápida e decisiva.

    A operação foi realizada em quatro etapas, entre 10 e 14 de março, com ajuda de mísseis de cruzeiro de longo alcance Storm Shadow e de bombas guiadas por laser Paveway IV.

    Uma inspeção preliminar da área mostrou que "não havia indícios de civis" na zona que possam ter sido afetados pelo bombardeio, ressaltou o ministério. Além disso, uma verificação posterior confirmou que os alvos foram atingidos e que a missão foi concluída com sucesso.

    Embora grande parte do Daesh tenha sido eliminada há mais de três anos, a organização terrorista continua representando uma ameaça para o Iraque, como demonstrou o duplo atentado no início deste ano no mercado central em Bagdá que deixou pelo menos 32 mortos.

    Mais:

    EUA transferem 10 combatentes do Daesh de sua base na Síria para o leste do país, segundo mídia
    Síria registra 31 assassinatos em campo para parentes de terroristas do Daesh
    Ataques aéreos de Biden na Síria são 'presente' para o Daesh, diz ex-senador dos EUA
    Tags:
    Iraque, Daesh, RAF, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar