14:34 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8395
    Nos siga no

    Europa está pressionando para resolução da Agência de Energia Atômica Internacional (AEAI) sobre o Irã, apesar dos avisos vindos de Teerã e Moscou. Contudo, a nação persa já declarou que não se encontrará com os europeus até Washington cancelar as sanções.

    O presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou nesta quarta-feira (3) que a economia e as centrífugas do Irã "estão girando mais rápido". A afirmação chega em meio a tensões elevadas entre Washington e Teerã, bem como após a AEAI ter avisado que o Irã poderia possuir material nuclear não declarado, e ter feito mais requerimentos de inspeções às usinas nucleares avançadas de Natanz e Fordow, reporta o jornal The Jerusalem Post.

    Rouhani chegou até a mencionar que a República Islâmica é dona de várias centrífugas, e não só as IR-1 que "uma vez" eram as únicas iranianas. Agora há IR-2, IR-4, IR-6 e IR-8, revelou. E as centrífugas IR-6 e IR-8 enriquecem o urânio mais rapidamente.

    Adicionalmente, o Irã informou à Agência de Energia Atômica Internacional que iria transferir várias centrífugas avançadas para a usina subterrânea de Natanz. Rouhani também mencionou que o país está com centrífugas IR-9 ativas, ligando tal feito ao sucesso econômico do Irã, conta a mídia israelense.

    Ainda não é certa a razão que levou o presidente iraniano a mencionar as centrífugas que o Irã possui. Poderia ser apenas para demonstrar o sucesso econômico iraniano ou, talvez, para provocar preocupações na IAEA e nos Estados Unidos.

    Mais:

    Presidente Duterte ameaça anular acordo militar se EUA implantarem armas nucleares nas Filipinas
    Inspeções a usinas nucleares no Irã não podem ser usadas como 'moeda de troca', diz chefe da AIEA
    Irã rejeita proposta da UE e dos EUA para negociações diretas sobre acordo nuclear
    Tags:
    IAEA, EUA, sucesso, economia, centrífuga, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar