11:18 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    0 40
    Nos siga no

    A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse nesta terça-feira (23) que apoia o apelo do presidente francês Emmanuel Macron de doar vacinas a profissionais de saúde na África.

    A declaração de von der Leyen foi feita durante um webcast para um evento da Organização Mundial da Saúde (OMS).

    "Apoio a proposta do presidente Macron de doar as doses de vacina necessárias para vacinar profissionais de saúde na África", disse a presidente da Comissão Europeia, segundo a Reuters.

    No mesmo evento, o presidente sul-africano Cyril Ramaphosa, que é também presidente da União Africana, disse que "os países ricos deveriam doar 5% de suas vacinas para os países necessitados, particularmente em nosso continente africano".

    Em Joanesburgo, capital da África do Sul, o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, visita um centro de tratamento da COVID-19, em 24 de abril de 2020.
    © AP Photo / Jerome Delay
    Em Joanesburgo, capital da África do Sul, o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, visita um centro de tratamento da COVID-19, em 24 de abril de 2020.

    No fim de janeiro, Ramaphosa já havia feito um apelo aos países ricos para que parassem de acumular suprimentos excedentes de vacinas contra a COVID-19.

    Na última sexta-feira (19), a União Europeia anunciou que dobrará sua contribuição para o consórcio COVAX: aumentará de 500 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões) para um bilhão de euros (R$ 6,5 bilhões) o seu investimento no mecanismo da Organização Mundial da Saúde (OMS) de distribuição de vacinas para países em desenvolvimento.

    Na reunião mais recente do G7, realizada na última sexta-feira (19), os países do grupo debateram sobre como podem ajudar a universalizar o acesso às vacinas.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    União Europeia ameaça AstraZeneca com ação legal se estiver favorecendo Reino Unido com vacinas
    Pedidos de asilo de brasileiros na União Europeia crescem em 2020
    Anvisa dispensa registro e autorização emergencial para vacinas da COVAX Facility
    Países das Américas vão começar a receber vacinas do COVAX em fevereiro
    Tags:
    África do Sul, Cyril Ramaphosa, Comissão Europeia, novo coronavírus, pandemia, Ursula von der Leyen, África, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar