15:45 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4121
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (2), a fabricante de automóveis Ford anunciou um investimento de US$ 1,05 bilhão (cerca de R$ 5,63 bilhões) para ampliar sua capacidade produtiva na África do Sul, o maior investimento dos 97 anos de história da montadora norte-americana no país africano.

    O investimento foi divulgado nesta terça-feira (2) em uma entrevista coletiva com a presença do presidente sul-africano Cyril Ramaphosa e membros do governo local, em Silverton, na província sul-africana de Gauteng. O investimento, entre outras coisas, atualizará a produção da fábrica de montagem da Ford na África do Sul, aumentando sua capacidade instalada anual para 200 mil veículos, além de torná-la autossuficiente e neutra em carbono até 2024.

    "A Ford Motor Company anunciou hoje um investimento de US$ 1,05 bilhão (15, 8 bilhões de rands, ou R$ 5,63 bilhões) em suas operações de manufatura na África do Sul - marcando o maior investimento nos 97 anos de história da Ford na África do Sul", disse a empresa em um comunicado.

    O premiê da província sul-africana de Gauteng também comentou o anúncio oficial em suas redes sociais celebrando o investimento.

    ​Hoje, estivemos com o presidente Cyrill Ramaphosa durante o anúncio da Ford de um investimento de US$ 1,05 bilhão (15, 8 bilhões de rands, ou R$ 5,63 bilhões) na fábrica de Silverton. Esse é um dos maiores investimos da história da indústria automobilística da África do Sul, ampliando a capacidade de produção da Ford e criando novos empregos.

    A empresa criará 1,2 mil postos de trabalho, aumentando o número de funcionários no local para 5,5 mil e criando outros dez mil novos empregos em toda a rede de abastecimento da empresa. A Ford opera na África do Sul desde 1923, sendo que a fábrica de Silverton foi fundada em 1967. A empresa atualmente contribui com mais de 1% do PIB da África do Sul.

    Ford encerrou história centenária no Brasil

    Em janeiro, a Ford anunciou o fim da produção de seus automóveis no Brasil e informou que os veículos comercializados pela marca no país passariam a ser importados, principalmente da Argentina e Uruguai, mas também de países de fora da América do Sul. O comunicado da empresa publicado na época não cita a África do Sul.

     Linha de montagem da Ford na cidade de Taubaté (SP) .
    © Folhapress / Diego Padgurschi
    Linha de montagem da Ford na cidade de Taubaté (SP) .

    Apenas na fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo, cerca de cinco mil empregos podem ser impactados pela saída da empresa. A Ford estava no Brasil desde 1919 e afirmou que o fim da produção de veículos no país faz parte de seu plano de modernização. A empresa manteve no país um centro de desenvolvimento na Bahia, uma prova de testes em Tatuí, interior paulista, além da sede regional em São Paulo.

    Mais:

    Brasil registra caso de reinfecção com variante da COVID-19 encontrada na África do Sul
    Presidente da África do Sul pede aos países ricos: parem de estocar vacinas
    Brasil proíbe voos da África do Sul devido à nova variante da COVID-19
    'Tchau' da Ford para Brasil leva PT ao topo do Twitter
    Tags:
    África do Sul, Ford, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar