04:03 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6521
    Nos siga no

    O Ministério da Defesa do Irã revelou um novo veículo de lançamento de satélites projetado e fabricado no país, capaz de colocar satélites em uma órbita de 500 km acima do solo.

    Ahmad Hosseini, porta-voz do Ministério da Defesa iraniano, disse nesta segunda-feira (1º), ao fazer o anúncio, que o novo veículo de lançamento de satélite é baseado na mais poderosa tecnologia de motor de combustível sólido obtida por especialistas do país.

    "Pela primeira vez no campo da ciência espacial, o primeiro teste do veículo de lançamento de satélite Zuljanah foi realizado após obter a mais poderosa tecnologia de motor de combustível sólido com o objetivo de realizar testes suborbitais", acrescentou.

    ​O veículo lançador de satélite trifásico, que, segundo informações do portal Press TV, é comparável aos mais modernos do mundo em aspectos técnicos, possui duas fases de empuxo sólido e uma fase de empuxo líquido. Ahmad Hosseini sustenta que veículo é capaz de transportar um satélite de 220 kg a uma órbita de 500 km acima do solo.

    Hosseini disse que uma das conquistas mais importantes deste teste é tornar operacional o motor de combustível sólido mais potente, com um empuxo de 750 toneladas.

    O veículo lançador de satélites estará pronto para colocar em órbita os satélites operacionais após a conclusão dos testes de pesquisa, destacou, acrescentando que reduzir custos e aumentar a velocidade de cumprimento dos objetivos estão entre suas principais características.

    Mais:

    Irã anuncia que vacina desenvolvida no país é eficaz contra a cepa britânica da COVID-19
    Blinken: Irã poderá ter material para bomba atômica em semanas
    Tirem sanções: Irã diz que assinatura de Biden é insuficiente para país voltar ao acordo nuclear
    Tags:
    Sistema de Lançamento Espacial, lançamento de foguetes, lançamento espacial, satélite, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar