02:29 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5255
    Nos siga no

    Militares dizem que o dispositivo caiu durante atividades operacionais ao longo da fronteira.

    Nesta segunda-feira (1º), um drone da Força Aérea israelense caiu no sul do Líbano com o grupo Hezbollah assumindo sua derrubada. As Forças de Defesa de Israel (FDI) confirmaram a queda do veículo aéreo não tripulado, mas se abstiveram de especificar a causa do acidente, de acordo com o The Times of Israel.

    "Durante as atividades operacionais das tropas da FDI na fronteira com o Líbano, um drone caiu em território libanês", disseram os militares em um comunicado citado pela mídia.

    A FDI disse que não havia risco de dados de inteligência serem retirados do dispositivo, que parece ter sido um modelo pequeno e pronto para uso em missões de reconhecimento simples. Esses drones, que são relativamente baratos, vêm caindo ou sendo derrubados no Líbano - e na Faixa de Gaza - com uma certa frequência nos últimos meses.

    Um drone com capacidade de visão noturna, operado pelas Forças de Defesa de Israel, modelo similar ao que caiu no sul do Líbano
    Um drone com capacidade de visão noturna, operado pelas Forças de Defesa de Israel, modelo similar ao que caiu no sul do Líbano

    O incidente desta segunda-feira (1º) ocorreu em meio a tensões persistentes entre Israel e o Hezbollah sobre a morte de um dos membros do grupo terrorista em julho em um ataque aéreo na Síria atribuído a Israel, pelo qual a milícia apoiada pelo Irã jurou vingança. Desde então, as tropas israelenses permaneceram em alerta máximo.

    Mais:

    Israel anuncia testes bem-sucedidos da nova versão dos sistemas antimísseis Cúpula de Ferro (VÍDEO)
    'Prepare-se para vingança': diria nota para embaixador de Israel encontrada após explosão na Índia
    Israel vende caças F-16 antigos a EUA e Canadá para serem usados como aviões inimigos (FOTOS)
    Tags:
    conflito, drone, Hezbollah, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar