11:11 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    1141
    Nos siga no

    Enquanto o Brasil aguarda uma série de reuniões da Anvisa para liberar o uso emergencial da vacina russa Sputnik V, a Tunísia neste sábado (30) se tornou mais um país que registrou o imunizante.

    Kirill Dmitriev, diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), anunciou hoje (30) que a vacina Sputnik V foi aprovada pelo Ministério da Saúde da Tunísia.

    A Tunísia se tornou o terceiro país da África a registrar o imunizante. A Sputnik V foi aprovada de acordo com o procedimento de autorização de uso de emergência. A aprovação é baseada nos resultados dos testes clínicos da Sputnik V na Rússia.

    A vacina Sputnik V foi autorizada na Tunísia.

    Até o momento, a Sputnik V foi registrada na Rússia, Bielorrússia, Argélia, Argentina, Bolívia, Sérvia, Palestina, Venezuela, Paraguai, Turcomenistão, Hungria, Emirados Árabes Unidos, Irã e República da Guiné.

    Após o anúncio, Kirill Dmitriev afirmou que "cada vez mais países reconhecem a segurança e a alta eficácia da Sputnik V, e hoje (30) temos o prazer de anunciar a autorização de uso emergencial concedida pela Tunísia, que se tornou a terceira nação africana a aprovar a vacina. Este é um passo importante para prevenir a disseminação do coronavírus. A RFPI está pronta para ajudar a Tunísia a obter acesso a uma das melhores vacinas do mundo".

    Enfermeira preenche seringa com dose da vacina Sputnik V no hospital San Martin, La Plata, Argentina, 21 de janeiro de 2021
    © REUTERS / Agustin Marcarian
    Enfermeira preenche seringa com dose da vacina Sputnik V no hospital San Martin, La Plata, Argentina, 21 de janeiro de 2021

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Homem-bomba deixa ao menos 5 feridos se explodindo perto da Embaixada dos EUA na Tunísia (FOTO)
    Submarino da 1ª Guerra Mundial é encontrado por mergulhadores na Tunísia (FOTO, VÍDEO)
    Jovem é decapitado por jihadistas na Tunísia
    Tags:
    Sputnik V, COVID-19, Kirill Dmitriev, Rússia, Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), Tunísia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar