08:41 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    205210
    Nos siga no

    O general de brigada Abolfazl Shekarchi, porta-voz das Forças Armadas do Irã, declarou que as recentes ameaças de ataque de Israel contra seu país são guerra psicológica.

    Além disso, o militar afirmou que seu país tem capacidades de atacar Israel.

    "Se virmos o menor erro por parte do regime sionista contra a República Islâmica [do Irã], atacaremos tanto as duas bases de mísseis que, segundo eles [israelenses] são destinadas a atacar o Irã, como arrasaremos Haifa e Tel Aviv em pouquíssimo tempo", publicou a emissora iraniana IRIB as palavras do militar.

    Ainda segundo Shekarchi, Israel não está ciente de todas as capacidades militares de seu país, reafirmando que o programa nuclear iraniano não busca a produção de armas atômicas.

    A declaração de Shekarchi veio após o chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel, general Aviv Kohavi, classificar o retorno dos EUA ao acordo nuclear com o Irã de "erro".

    Além disso, o comandante israelense também ordenou que os militares de seu país elaborem "uma série de planos operacionais, além daqueles já em vigor" contra o Irã.

    Em outra declaração neste mês, Kovahi relembrou que Israel já atacou instalações nucleares em países com relações hostis: o Iraque em 1981 e a Síria em 2007.

    Enquanto os EUA assinalam a possibilidade de voltar ao acordo JCPOA (Plano de Ação Conjunto Global), mais conhecido como acordo nuclear do Irã, Israel mantém-se crítico, acusando Teerã de desrespeitar os termos do acordo para produzir armas atômicas.

    Mais:

    Entre tapas e beijos, Erdogan quer se aproximar de Israel e Biden seria uma das razões
    Relação entre Coreia do Norte e EUA pode 'mudar significativamente', diz analista
    MRE russo: há muita gente nos EUA querendo travar guerra com Irã sob pretexto da ruptura do JCPOA
    Tags:
    Teerã, Haifa, Tel Aviv, ataque, tensão, israel, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar