01:50 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3384
    Nos siga no

    O chanceler iraniano, Javad Zarif, advertiu o presidente dos EUA das tentativas de "intimidar ou avisar o Irã" com o uso de aviões para patrulhar o Oriente Médio.

    Javad Zarif, ministro das Relações Exteriores do Irã, tweetou no domingo (17), respondendo ao relato oficial de Donald Trump, ainda presidente dos EUA, com uma denúncia de bombardeiros norte-americanos B-52, que patrulhavam o Oriente Médio.

    Presidente dos EUA: se suas "Patrulhas de Presença" com B-52H têm o objetivo de intimidar ou avisar o Irã, você deveria ter gastado esses bilhões de dólares com a saúde de seus contribuintes. Embora não tenhamos começado uma guerra há mais de 200 anos, não nos acanhamos de esmagar os agressores. Basta perguntar aos seus melhores amigos para sempre que apoiaram Saddam.

    No domingo (17) o Comando Central dos EUA (CENTCOM, na sigla em inglês) relatou que bombardeiros B-52 estavam conduzindo uma "segunda patrulha de presença do Oriente Médio de 2021 como parte fundamental da postura defensiva do CENTCOM", e a quinta na região nos últimos meses.

    No mesmo dia, mídia israelense relatou que dois bombardeiros estratégicos B-52 Stratofortress norte-americanos sobrevoaram o espaço aéreo de Israel, em direção ao golfo Pérsico.

    Mais:

    Comando Central dos EUA passa a incluir Israel para ampliar esforços árabe-israelenses contra Irã
    Cientistas do Irã pedem que IRGC abata aviões e navios de guerra dos EUA invasores
    'Bullying sem lei': Irã critica apoiadores de Trump por aprovarem sanções
    Provocadores israelenses planejam ataques às forças dos EUA no Iraque, diz chanceler iraniano
    Tags:
    B-52, B-52H, Irã, EUA, golfo Pérsico, CENTCOM, Comando Central dos EUA, Mohammad Javad Zarif, Donald Trump, Twitter
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar