20:55 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Nova Deli assegurou a Cabul que fornecerá ajuda militar enquanto os EUA estão retirando suas tropas do país, reporta a revista The Print.

    Em novembro de 2020, o Pentágono anunciou a redução de forças militares norte-americanas no Afeganistão de 4.500 a 2.500 soldados até meados de janeiro. Segundo as palavras de um oficial da defesa, citadas pela Reuters, a quantidade de soldados dos EUA já está se aproximando de três mil.

    Na semana passada, o ministro das Relações Exteriores da Índia, S. Jaishankar, e seu homólogo afegão, Mohammed Haneef Atmar, discutiram em ligação telefônica o processo de paz no Afeganistão, além de outros assuntos, como a COVID-19.

    A revista The Print reporta que o Afeganistão está tentando alcançar o consenso nacional e internacional nas conversações de paz com o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia), a fim de assegurar o suporte que tem de "amigo antigo como a Índia".

    Com investimento de US$ 2 bilhões (R$ 11 bilhões) e atividade de construção de infraestrutura, a Índia desempenhou um papel importante na paz e estabilidade no Afeganistão. A mídia reporta que os esforços silenciosos da Índia para aumentar a assistência militar no Afeganistão desde 2016 incluem o fornecimento de quatro helicópteros de combate.

    Autoridades afegãs procuram apoio da Índia

    Siddhant Kishore, especialista em assuntos afegãos, aponta que "a Índia tem chamado todas as partes do espectro político afegão para agirem juntas, a fim de realizar as aspirações de toda a nação, incluindo as comunidades minoritárias". Ao mesmo tempo, as autoridades afegãs estão olhando com espera para Índia.

    Primeiro-ministro da Índia Narendra Modi
    © AP Photo / Saurabh Das
    Primeiro-ministro da Índia Narendra Modi

    Entretanto, Nova Deli testemunhou um surto de visitas dos líderes afegãos em 2020, desde o ex-vice-presidente Marshal Abdul Rashid Dostum ao presidente do Supremo Conselho para a Reconciliação Nacional (HCNR, na sigla em inglês), Abdullah Abdullah, e general Atta Mohammad Noor, que visitaram a capital indiana durante um mês.

    Nestas visitas, eles se encontraram com os líderes superiores indiano, incluindo o primeiro-ministro Narendra Modi, o chanceler S. Jaishankar, o assessor de Segurança Nacional Ajit Doval e outros.

    Os três líderes do Afeganistão têm papel importante em uma resistência contra o Talibã nos tempos da guerra civil, e agora eles esperam que "a Índia desempenhe um papel proativo no Afeganistão e não seja apenas uma mera espectadora dos acontecimentos", escreve o analista.

    Status das negociações de paz

    O acordo de paz foi celebrado entre o representante especial norte-americano para Reconciliação afegã Zalmay Khalilzad e o chefe político do Talibã Mullah Abdul Ghani Baradar, com o secretário de Estado dos Estados Unidos Mike Pompeo como testemunha, em Doha, em 29 de fevereiro de 2020.

    Representante dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalizad (à esquerda) aperta mão do representante do Talibã (Abdul Ghani Baradar) em ato de assinatura de acordo de paz entre ambos os lados em 29 de fevereiro no Qatar
    © REUTERS / Ibraheem Al Omari
    Representante dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalizad (à esquerda) aperta mão do representante do Talibã (Abdul Ghani Baradar) em ato de assinatura de acordo de paz entre ambos os lados em 29 de fevereiro no Qatar

    Ambos os lados deram recentemente mais um passo, tendo acordado o processo de conversações. Khalilzad, nomeado pelo presidente Donald Trump como o negociante-chave com o Talibã, voltou às conversações e expressou preocupação com o aumento de mortes.

    A Índia, por sua vez, apoiou o processo de reconciliação que está sendo controlado e exercido pelo Afeganistão. Mas ainda muito pode acontecer nas negociações de paz sob a administração Biden, que ainda não anunciou sua política para Afeganistão.

    Mais:

    Pentágono não consegue rastrear bilhões de dólares perdidos em armas no Afeganistão
    Maior base da Força Aérea dos EUA no Afeganistão é atacada
    Explosão de mina mata 4 policiais no Afeganistão
    Tags:
    Talibã, Índia, conversações, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar