03:17 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    426
    Nos siga no

    O secretário de Estado em exercício, Mike Pompeo, deve fazer um discurso na terça-feira (12), acusando o Irã de ter ligações com a Al-Qaeda (organização terrorista proibida na Rússia e em uma série de países).

    De acordo com a agência Reuters, citando duas pessoas familiarizadas com o assunto, Pompeo fará referência às informações recentemente divulgadas sobre o assassinato do suposto número dois no comando da Al-Qaeda em Teerã em agosto. As fontes anônimas não especificam, entretanto, o quanto Pompeo pretende revelar.

    Com apenas oito dias para a administração Trump deixar a Casa Branca, Pompeo supostamente oferecerá detalhes sobre as alegações de que o Irã deu refúgio aos líderes da Al-Qaeda e ofereceu apoio ao grupo terrorista de outras formas.

    Os militantes da Frente Nusra da Al Qaeda
    © REUTERS / Khalil Ashawi
    Os militantes da Frente Nusra da Al Qaeda

    Os assessores de Biden acreditam que a administração Trump está fazendo esforços para dificultar que o próximo gabinete melhore as relações dos EUA com o Irã.

    De acordo com a publicação da Reuters, algumas autoridades norte-americanas afirmaram que mais sanções contra a república islâmica estão por vir.

    Mais:

    EUA estão prontos para mediar acordo sobre a fronteira marítima entre Israel e Líbano, diz Pompeo
    Pompeo: 'Forças apoiadas pelo Irã estão por trás do ataque mais recente à Zona Verde em Bagdá'
    Afeganistão alega ter matado um dos principais líderes da Al-Qaeda
    Forças francesas aniquilam comandante extremista islâmico ligado à Al-Qaeda em Mali
    Tags:
    terrorismo, organização terrorista, Irã, EUA, Al-Qaeda, Mike Pompeo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar