20:38 09 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 110
    Nos siga no

    O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, revelou neste domingo (10) os planos para construir uma cidade com zero emissões de carbono como parte do projeto da zona econômica de NEOM.

    A cidade será o primeiro grande projeto de construção para a principal zona de negócios em que o maior exportador de petróleo do mundo pretende investir US$ 500 bilhões (R$ 2,6 trilhões) para diversificar sua economia.

    Em uma aparição na televisão, o príncipe Mohammed bin Salman disse que a cidade, chamada de "The Line" ("A Linha", em tradução livre para o português), se estenderá por 170 km e terá capacidade para abrigar um milhão de habitantes em empreendimentos urbanos com emissões zero de carbono, alimentados 100% por energia limpa.

    Construída para pessoas e não carros. Esta será a vida em The Line. Comunidades do futuro vão se reconectar com a natureza e com a capacidade de caminhar, o que fará parte do DNA de The Line. Bem-vindo ao futuro, bem-vindo a The Line. 

    "Por que devemos sacrificar a natureza em prol do desenvolvimento?", questionou o príncipe saudita. "Precisamos transformar o conceito de uma cidade convencional em futurista", afirmou, segundo a emissora Al-Arabiya.

    Em uma entrevista posterior à Al-Arabyia, o príncipe disse que o projeto é a conclusão de três anos de preparação, e acrescentou que sua infraestrutura custará entre 100 e 200 bilhões de dólares (entre 536 bilhões e um trilhão de reais).

    "A espinha dorsal do investimento em 'The Line' virá dos US$ 500 bilhões [R$ 2,6 trilhões] destinados ao NEOM pelo governo saudita, pelo Fundo de Investimento Público [PIF, na sigla em inglês] e por investidores locais e globais ao longo de dez anos", acrescentou o príncipe herdeiro saudita.

    ​Os espaços urbanos serão redefinidos em The Line. As pessoas e o planeta viverão em harmonia com a natureza em comunidades futurísticas hiperconectadas ao longo de 170 km. 

    O Fundo de Investimento Público (PIF, na sigla em inglês), o fundo soberano do reino saudita, é o principal investidor do projeto NEOM, um empreendimento de alta tecnologia que compreende um espaço de 26.500 km quadrados próximo do mar Vermelho, com várias zonas econômicas distintas, incluindo uma área de logística.

    O projeto NEOM foi anunciado pelo príncipe herdeiro em 2017 como um dos pilares de seu plano Vision 2030, que tem como objetivo diversificar a economia saudita e reduzir sua dependência das receitas de petróleo.

    Mais:

    Pegadas de 120 mil anos na Arábia Saudita indicam caminho de humanos para Eurásia (FOTO)
    Por que Arábia Saudita pode ocasionar nova guerra de preços do petróleo?
    Qatar e Arábia Saudita vão retomar voos diretos entre os 2 países
    Tags:
    infraestrutura, economia, Mohammed bin Salman, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar