01:16 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5291
    Nos siga no

    Judiciário iraquiano emite mandado de prisão para Donald Trump por seu envolvimento na morte de Abu Mahdi Al-Muhandis, que decorreu durante operação contra Qassem Soleimani, major-general iraniano.

    Na quinta-feira (7), o judiciário iraquiano expediu mandado de prisão para o ainda presidente dos EUA, Donald Trump, pela morte de Abu Mahdi al-Muhandis, de acordo com a CNN. O líder iraquiano das Forças de Mobilização Popular do Iraque foi morto há pouco mais de um ano, em 3 de janeiro de 2020 em Bagdá, junto ao major-general iraniano, Qassem Soleimani. 

    "Após a conclusão dos procedimentos de investigação preliminar, o juiz decidiu emitir um mandado de prisão para o presidente cessante dos Estados Unidos, Donald Trump. Os procedimentos de investigação continuarão para descobrir outros participantes na implementação deste crime, sejam eles iraquianos ou estrangeiros", dizia o comunicado divulgado pelo Conselho Judicial Supremo do Iraque citado pela CNN.

    O Irã também tem um mandado de prisão contra Trump em relação à morte do major-general Qassem Soleimani. O procurador-geral de Teerã, Ali Alqasi Mehr, afirmou que Trump seria processado após o término de seu mandato, informou a agência de notícias Fars na segunda-feira (4). Donald Trump cumpre mandato como presidente norte-americano até dia 20 de janeiro, passando a cadeira presidencial em seguida para Joe Biden.

    Qassem Soleimani e Abu Mahdi Al-Muhandis foram assassinados por drones norte-americanos no mesmo dia na capital iraquiana. Trump assumiu a ordem do ataque e em um jantar para arrecadação de fundos na Flórida, descreveu a operação como "dois pelo preço de um".

    Na semana passada, uma grande multidão se reuniu em Bagdá durante a noite para prestar homenagens e manifestar indignação no local onde o ataque aéreo norte-americano matou Soleimani e Al-Muhandis um ano atrás.

    Mais:

    'Democracia ocidental é fraca e frágil', diz presidente iraniano sobre protestos nos EUA
    Provocadores israelenses planejam ataques às forças dos EUA no Iraque, diz chanceler iraniano
    Irã rejeita acusações de Israel de querer obter armas nucleares
    Tags:
    Qasem Soleimani, eua, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar