20:56 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1293
    Nos siga no

    Hassan Rouhani comparou Donald Trump com o ditador iraquiano Saddam Hussein, que foi enforcado em uma prisão de Bagdá em 2006, e previu destino parecido para o presidente dos EUA.

    "Tivemos duas pessoas loucas em nossa história que impuseram a guerra contra o povo iraniano: um foi Saddam, que começou uma guerra militar, e o outro foi Trump, que forçou contra nós uma guerra econômica", declarou o presidente iraniano, Hassan Rouhani, na quarta-feira (23) durante reunião de gabinete.

    "O dia que Saddam foi enforcado foi o dia da vitória do povo do Irã. Com a resistência do povo iraniano contra as sanções, o destino de Trump não será melhor do que o de Saddam", anunciou o chefe da República Islâmica, segundo comunicado publicado no site da presidência iraniana.

    Os comentários polêmicos de Rouhani ameaçam aumentar as tensões entre Teerã e Washington em um momento que várias mídias norte-americanas, entre estas NBC News, sugerem a possibilidade de o presidente Trump lançar um ataque contra Irã em seus últimos dias no poder, deixando consequências para seu sucessor, o democrata Joe Biden.

    A preocupação das mídias surge à medida que se aproxima a data da morte do general iraniano Qassem Soleimani, ocorrida em 2 de janeiro. Duas semanas antes do dia da tomada da posse de Biden, fará um ano desde que o comandante da Força Quds do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica foi vitimado pelo ataque aéreo norte-americano lançado no Iraque.

    A morte de Soleimani marcou ponto alto de agravamento das relações entre o Irã e os EUA, que começou após a saída de Washington do acordo nuclear em 2018 e a imposição de sanções econômicas contra o país persa.

    Mais:

    EUA mentiram sobre petroleiros iranianos para esconder fracasso político na ONU, afirma Rouhani
    Rouhani: 'o caminho está aberto' para que os EUA voltem ao acordo nuclear iraniano
    Rouhani diz não estar contente com vitória de Biden, mas sim com a partida do 'terrorista' Trump
    Tags:
    Irã, Iraque, Hassan Rouhani, Saddam Hussein
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar