15:03 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)
    231
    Nos siga no

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebeu neste sábado (19) a vacina contra a COVID-19, dando início à campanha nacional de imunização.

    Netanyahu, de 71 anos, e o ministro da Saúde do país foram injetados com a vacina Pfizer/BioNTech, ao vivo na TV, no Sheba Medical Center, em Ramat Gan, perto de Tel Aviv, corforme noticiou a AFP.

    "Eu pedi para ser vacinado primeiro, junto com o ministro da Saúde Yuli Edelstein, para servir como exemplo pessoal e encorajar a todos que se vacinem", disse Netanyahu no momento de sua imunização.

    Cada cidadão israelense deve receber uma injeção de reforço em três semanas para proteção ideal contra o novo coronavírus.

    O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, recebeu a injeção ao vivo na televisão na sexta-feira (18), enquanto o presidente eleito Joe Biden deve ser vacinado na próxima segunda-feira (21).

    Os últimos números do Ministério da Saúde israelense relataram que mais de 370 mil pessoas tiveram teste positivo para o vírus desde que o país confirmou seu primeiro caso em fevereiro deste ano.

    Frascos de vacina contra a COVID-19 da farmacêutica Pfizer durante produção nos EUA (foto de arquivo)
    © REUTERS / PFIZER
    Frascos de vacina contra a COVID-19 da farmacêutica Pfizer durante produção nos EUA (foto de arquivo)

    Pouco mais de 3.000 pessoas morreram, em um país de cerca de nove milhões de habitantes.

    A vacina será lançada em dez hospitais e centros de vacinação no país para profissionais de saúde a partir deste domingo (20), de acordo com o ministério da Saúde isralense.

    Ao longo da semana, afirma um comunicado do ministério, as vacinações serão estendidas ao público em geral, começando com pessoas com mais de 60 anos de idade.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)

    Mais:

    Israel completa 1º exercício de grande escala dos sistemas de defesa de mísseis (VÍDEO)
    Delegações dos EUA e de Israel vão ao Marrocos para tratar de normalização dos laços diplomáticos
    Histórico: Israel abre espaço para que judeus sem cidadania possam prestar o Serviço Nacional
    Tags:
    campanha, vacina, novo coronavírus, COVID-19, saúde, Benjamin Netanyahu, governo, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar