14:06 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    5412
    Nos siga no

    As sanções norte-americanas impediram o Irã de pagar pelas vacinas contra COVID-19 por meio do instrumento conduzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo o presidente do Banco Central Iraniano, Abdolnaser Hemmati.

    "Como a compra da vacina contra o coronavírus por meio do COVAX [projeto global de vacinas da OMS] deve ser oficialmente realizada através da OMS, todas as nossas tentativas de transferir os fundos necessários foram prejudicadas pelas sanções desumanas do governo dos EUA, e pela necessidade de obter permissão da OFAC [Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros]", escreveu em seu Instagram, Abdolnaser Hemmati, citado pela agência de notícias Xinhua.

    Além disso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) recusou um empréstimo humanitário ao Irã devido à pressão e às ameaças norte-americanas, ressaltou.

    Imagem ilustrativa sobre vacina contra a COVID-19
    © Folhapress / Miguel Noronha / Agência F8
    Imagem ilustrativa sobre vacina contra a COVID-19

    Apesar dos obstáculos, o Irã segue buscando uma saída, incluindo outras maneiras para transferir fundos e formas alternativas para obtenção das vacinas.

    "O Ministério da Saúde também está considerando comprar vacinas de outros países. A notícia sobre o desenvolvimento de uma vacina nacional contra o coronavírus está sendo considerada", enfatizou.

    Após ser atingido duramente pela pandemia de COVID-19, o Irã se juntou ao COVAX em outubro.

    De acordo com o Ministério, a República Islâmica está planejando obter as vacinas por três vias. Através do COVAX, por contratos com fabricantes estrangeiros ou por uma produção doméstica.

    Em novembro, o Ministro da Saúde iraniano, Saeed Namaki, anunciou que as empresas do país estavam se preparando para iniciar os testes em humanos de uma vacina nacional contra COVID-19.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Irã promete resposta 'calculada e precisa' ao assassinato de cientista nuclear
    Irã aprova projeto de lei para aumentar atividade nuclear após assassinato de cientista de topo
    Parlamento do Irã aprova projeto de lei para impulsionar setor nuclear
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, EUA, sanção, Irã, vacinação, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar