05:33 09 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    41028
    Nos siga no

    Sam Paparo, vice-almirante da Marinha dos EUA, elogiou a atual situação com Teerã, referindo um "respeito saudável" pela atividade "cautelosa" do Irã no golfo Pérsico e no estreito de Ormuz.

    Um alto oficial da Marinha dos EUA no Oriente Médio aplaudiu no domingo (6) o fato de que os norte-americanos haviam chegado a uma "dissuasão desconfortável" com o Irã após meses de tensões crescentes, informou a agência Associated Press.

    O vice-almirante Sam Paparo, que supervisiona a 5ª Frota da Marinha dos EUA com base no Bahrein, expressou um "respeito saudável" tanto pela Marinha regular do Irã quanto pelas forças navais do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC), considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos, durante um evento realizado pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos em Manama, Bahrein.

    "Conseguimos uma dissuasão desconfortável. Essa desconfortável dissuasão é exacerbada por eventos mundiais e por eventos ao longo do caminho. Mas achei a atividade iraniana no mar cautelosa e circunspecta e respeitosa, para não correr o risco de erros de cálculo desnecessários ou escalada no mar", disse o militar.

    O vice-almirante Sam Paparo, que supervisiona a 5ª Frota da Marinha [dos EUA] baseada no Bahrein, descreveu ter um "respeito saudável" tanto pela Marinha regular do Irã quanto pelas forças navais de sua Guarda Revolucionária paramilitar.

    Ao contrário de seu antecessor, o vice-almirante James Malloy, os vários meses em que Paparo esteve no comando não testemunharam nenhuma crise grave com o Irã, apesar da Marinha dos EUA registrar rotineiramente encontros com o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (IRGC, na sigla em inglês), cujas lanchas rápidas patrulham as águas mais rasas do golfo Pérsico e do estreito de Ormuz.

    Malloy tinha denunciado o que chamou de "atividades agressivas de assédio, ataques e apreensões de navios e encontros inseguros e pouco profissionais" do Irã, com vários incidentes ocorrendo entre os dois países desde maio de 2019.

    No entanto, uma vez Paparo teria dito, citando Jim Mattis, ex-secretário de Defesa dos EUA:

    "Seja educado, seja profissional e tenha um plano para matar todos na sala [...] É assim que nos comportamos no mar."

    Não houve nenhum comentário oficial sobre as observações pela missão do Irã nas Nações Unidas.

    Mais:

    Irã: administração Trump falhou e 'países infames' do Oriente Médio 'gastaram sua dignidade e honra'
    'Dominar' o estreito de Ormuz contra entradas dos EUA: Irã inaugura base naval
    Drone iraniano voa perto e tira FOTOS de porta-aviões dos EUA no golfo Pérsico
    Tags:
    Associated Press, Bahrein, Oriente Médio, Reino Unido, Instituto Internacional de Estudos Estratégicos - IISS, Estreito de Hormuz, golfo Pérsico, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar