08:41 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    281
    Nos siga no

    O presidente da Turquia disse hoje (3), em uma conversa com o líder iraniano Hassan Rouhani, que o fim das hostilidades em Nagorno-Karabakh seria benéfico para todos os países da região, inclusive a Armênia.

    Em um comunicado à imprensa, a Presidência da Turquia assinalou que, "enfatizando que um novo período havia começado em relação ao conflito de Nagorno-Karabakh, o presidente [Recep Tayyip] Erdogan disse que era de suma importância que qualquer tipo de ato que possa ofuscar a integridade territorial e a soberania do Azerbaijão seja evitado diligentemente, e que o estabelecimento de uma paz duradoura e da estabilidade abriria novas janelas de oportunidade, que ele frisou que seriam benéficas para todos os países da região, incluindo a Armênia".

    Durante a conversa com Rouhani, o presidente da Turquia também ofereceu suas condolências pelo assassinato do físico nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh, uma das principais figuras por trás do programa nuclear iraniano, que morreu após um ataque contra sua comitiva perto de Teerã em 27 de novembro.

    Além disso, Erdogan e Rouhani discutiram as relações bilaterais entre a Turquia e o Irã e a agenda regional, de acordo com o comunicado de imprensa.

    As hostilidades armadas foram retomadas em Nagorno-Karabakh no final de setembro em uma nova escalada do conflito entre Armênia e Azerbaijão, que estava adormecido desde a primeira metade da década de 1990. Houve várias tentativas de cessar-fogo, mas apenas a negociada pela Rússia em 9 de novembro realmente funcionou.

    Os líderes de Rússia, Azerbaijão e Armênia assinaram uma declaração trilateral sobre o cessar-fogo, que estabelece que as partes concordaram em permanecer nos territórios efetivamente ocupados, bem como a troca de prisioneiros e de corpos dos soldados mortos. Uma missão de paz formada por militares russos foi enviada à região para monitorar a trégua.

    Mais:

    Solução militar do conflito em Nagorno-Karabakh era direito internacional do Azerbaijão, diz Aliev
    Todos reconhecem que não há alternativas ao atual acordo sobre Nagorno-Karabakh, diz Lavrov
    Erdogan elogia papel da Rússia no processo de paz de Nagorno-Karabakh
    Tags:
    Nagorno-Karabakh, Azerbaijão, Armênia, Irã, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar