08:37 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    748
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (1º), o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, criticou o ministro das Relações Exteriores do Irã por insinuar que Riad desempenhou um papel no assassinato do principal cientista nuclear iraniano, Mohsen Fakhrizadeh.

    Mohsen Fakhrizadeh, físico nuclear e chefe do centro de pesquisa e inovação do Ministério da Defesa iraniano, foi morto na sexta-feira (27) após um ataque na cidade de Absard, na província de Teerã. Ele ficou gravemente ferido e morreu em um hospital.

    O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse ontem (30) em uma rede social que uma reunião secreta na Arábia Saudita entre o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu contribuiu para o assassinato, alegando ter sido uma "conspiração".

    "O ministro do Exterior iraniano, Zarif, está desesperado para culpar a Arábia Saudita por qualquer coisa negativa que aconteça no Irã", respondeu Adel al-Jubeir no Twitter.

    ​O ministro das Relações Exteriores iraniano, Zarif, está desesperado para culpar o Reino por qualquer coisa negativa que aconteça no Irã. Ele vai nos culpar pelo próximo terremoto ou inundação?

    Ao contrário de outros países da região, a Arábia Saudita não condenou formalmente o assassinato.

    Membros das forças iranianas levam o caixão do cientista nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi durante a cerimônia fúnebre em Teerã
    © REUTERS / Agência de notícias WANA
    Membros das forças iranianas levam o caixão do cientista nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi durante a cerimônia fúnebre em Teerã
    No mês passado, Netanyahu manteve conversações históricas na Arábia Saudita com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, de acordo com relatos da mídia israelense e uma fonte do governo israelense.

    Netanyahu e o chefe da agência do serviço de inteligência de Israel (Mossad), Yosef Meir Cohen, se encontraram com o príncipe Mohammed bin Salman, junto com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

    No último dia 28, o New York Times publicou que um oficial americano e dois outros funcionários da inteligência confirmaram que Israel estava por trás do ataque a Fakhrizadeh.

    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, acusou Israel de tentar criar "caos" assassinando o cientista, mas disse que seu país não vai cair em uma "armadilha".

    Imagem mostra o local do atentado que matou o proeminente cientista iraniano Mohsen Fakhrizadeh
    © REUTERS / agência de notícias WANA
    Imagem mostra o local do atentado que matou o proeminente cientista iraniano Mohsen Fakhrizadeh

    Mais:

    Irã aprova projeto de lei para aumentar atividade nuclear após assassinato de cientista de topo
    Irã promete resposta 'calculada e precisa' ao assassinato de cientista nuclear
    Houthis anunciam ataque contra unidade de distribuição de petróleo na Arábia Saudita
    Tags:
    Mohammad Javad Zarif, Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi, Adel al-Jubeir, nuclear, físico, Irã, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar