07:35 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5413
    Nos siga no

    A operação militar teria sido lançada em fevereiro de 2020, cinco meses após o ataque a dois grandes campos de petróleo no país árabe.

    Militares do 16º Regimento Real de Artilharia do Exército Britânico foram discretamente enviados para campos de petróleo na Árabia Saudita no começo de 2020 para proteger o ouro preto de possíveis ataques de drones, informou o jornal Independent, citando o porta-voz do Ministério da Defesa britânico.

    "Após os ataques às instalações de produção de petróleo do Reino da Arábia Saudita em 14 de novembro de 2019, trabalhamos com o Ministério da Defesa saudita e outros parceiros internacionais para avaliar como fortalecer a defesa desta infraestrutura econômica essencial de ataques aéreos", disse o porta-voz.

    A autoridade britânica não revelou "calendários exatos ou o número de unidades envolvidas", citando a "segurança operacional", mas confirmou que a contribuição britânica incluiu enviar um "avançado sistema de radares militares" para ajudar na detecção de futuros ataques de drones.

    O ministro da Defesa, James Heappey, confirmou ao jornal que os radares enviados foram Giraffes, produzidos na Suécia, projetados para operar com sistemas de defesa aérea de curto e médio alcance, assim como diversas armas. Heappey classificou o envio de tropas e equipamentos como "de natureza puramente defensiva".

    Ao contrário dos EUA, que anunciaram publicamente o envio de 1.800 militares, esquadrões, caças e sistemas de defesa de mísseis para a nação do golfo Pérsico no ano passado, o Reino Unido aparentemente realizou a missão sem notificar tanto o público quando o Parlamento britânico.

    O jornal afirmou que a operação militar começou em fevereiro de 2020, e ocorreu enquanto Londres ainda devia banir a venda de armas para a Árabia Saudita devido a conexão com o envolvimento saudita na conflito do Iêmen.

    Refinaria de petróleo na Arábia Saudita
    © AP Photo / Hassan Ammar
    Refinaria de petróleo na Arábia Saudita

    Anteriormente, Londres conduziu diversos treinamentos com forças sauditas em setores como a guerra aérea e eletrônica, assim como teve tropas baseadas em 15 localidades do país árabe.

    Se calcula que, desde 2015, o Reino Unido Unido recebeu mais de £ 5,4 bilhões (R$ 38,41 bilhões) por suas exportações de equipamentos militares à Arábia Saudita.

    Mais:

    Netanyahu realiza encontro secreto com príncipe Salman na Arábia Saudita; Riad nega
    Houthis anunciam ataque contra unidade de distribuição de petróleo na Arábia Saudita
    Demissões por uso ilícito de drogas aumentam no Exército britânico, segundo relatório
    Tags:
    defesa, militar, tropas, petróleo, Reino Unido, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar