01:11 25 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 22
    Nos siga no

    Forças da Frente Popular para a Libertação de Tigré (TPLF, na sigla em inglês) destruíram o aeroporto da cidade de Axum após governo federal dar prazo de três dias para se renderem, revela mídia local.

    Nesta segunda-feira (23), o canal estatal etíope Fana divulgou a destruição do aeroporto regional pelas forças rebeldes presentes no norte do território da Etiópia.

    O aeroporto funcionava 24 horas por dia e era muito popular entre turistas que viajavam a esta cidade do norte da Etiópia para ver obeliscos, sepulturas reais e outros vestígios do Reino de Axum que datam dos séculos I a XIII.

    A cidade de Axum está sob controle das forças governamentais que avançam em direção a capital de Tigré, Mekelle, e deram aos insurgentes um prazo de 72 horas para se renderem.

    O governo federal tem levado suas forças cada vez mais para o interior da região de Tigré, que está, de fato, sob controle da TPLF, descrita pelas autoridades etíopes como "junta militar".

    Posto de checagem em Metema, no noroeste da Etiópia, perto da fronteira com o Sudão (arquivo)
    © AP Photo / Mulugeta Ayene
    Posto de checagem em Metema, no noroeste da Etiópia, perto da fronteira com o Sudão (arquivo)

    Em 4 de novembro, as autoridades da Etiópia lançaram uma operação militar nesta região após o governo acusar a TPLF de atacar bases do Exército federal. Contudo, os rebeldes afirmam que se trata de um pretexto de Adis Abeba para uma intervenção militar.

    Mais:

    Diretor da OMS nega apoio a forças de Tigré e afirma estar 'do lado da paz'
    Forças de Tigré acusam governo etíope de atacar universidade
    Solução militar do conflito em Nagorno-Karabakh era direito internacional do Azerbaijão, diz Aliev
    Tags:
    aeroporto, Exército, rebeldes, África, Etiópia, conflito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar