01:29 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 32
    Nos siga no

    O número de etíopes que chegaram ao Sudão fugindo do conflito em Tigré, no norte da Etiópia, subiu para 36 mil, informou nesta quarta-feira (18) o comitê para os refugiados do Sudão.

    Abdulla Soliman, chefe do comitê para os refugiados do Sudão, disse à agência AFP que um novo acampamento será levantado em Um Tinetba, no estado de Gedaref, para lidar com o crescente fluxo de pessoas.

    "O número total de refugiados que chegaram ao Sudão atingiu 36.000", afirmou o chefe do comitê.

    A região do Tigré é palco de um violento conflito desde o dia 4 de novembro, depois que o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, anunciou o início de operações militares na região.

    A iniciativa representou uma dramática escalada de uma longa disputa entre o governo federal e a Frente Popular para a Libertação de Tigré (FPLT), que dominou a política na Etiópia por quase três décadas, antes de Abiy chegar ao poder em 2018.

    O conflito já resultou na morte de centenas de pessoas e forçou milhares a buscarem refúgio no Sudão.

    Soliman assinalou que equipes de trabalhadores humanitários foram enviadas para Gedaref para estabelecer um novo acampamento de refugiados.

    O chefe do comitê para os refugiados do Sudão também disse que estava mantendo conversas com outros estados do país para designar novos territórios para o estabelecimento de mais acampamentos.

    "Se a situação continuar piorando, teremos que abrir campos nos estados de Gezira e Sennar", acrescentou Soliman, segundo a AFP.

    Mais:

    Militares da Etiópia tomam aeroporto em Tigré e União Africana pede cessar-fogo
    Por que a Etiópia está à beira de uma guerra civil?
    Capital da Eritreia é atingida por projéteis lançados supostamente da Etiópia
    Tags:
    Sudão, refugiados, conflito armado, Etiópia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar