01:22 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    211
    Nos siga no

    Fontes militares confirmaram nesta segunda-feira (9) que o conflito na região de Tigré, no norte da Etiópia, matou centenas de pessoas, depois que tropas federais lançaram uma ofensiva na região.

    O governo etíope acusa forças locais de atacar uma base militar na semana passada. Um oficial militar da região vizinha de Amhara disse à agência Reuters que os confrontos mataram cerca de 500 soldados de Tigré.

    Por outro lado, três fontes do setor de segurança afirmam que o exército etíope também perdeu centenas de homens defendendo a base. A Reuters não conseguiu verificar os números, embora um diplomata também tenha dito que centenas de pessoas morreram.

    No último dia 4, o governo etíope acusou o partido no poder na região, a Frente de Libertação do Povo Tigré (FLPT), de ter atacado a base militar, encadeando mais um episódio no atual confronto no norte do país.

    O gabinete do primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, colocou a região em estado de emergência por um período de seis meses, alegando que "atividades ilegais e violentas põem em perigo a constituição e a ordem constitucional".

    Mais:

    Trump diz que Egito vai 'explodir' represa no Nilo; Etiópia o acusa de incitar à guerra
    Etiópia envia Exército para região de Tigray, onde há registro de confrontos
    Premiê etíope afirma que ofensiva militar objetiva restaurar ordem em Tigré
    Tags:
    Exército, confrontos, Etiópia, África, conflito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar