00:35 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    A coalizão no Iêmen, liderada pelos sauditas, afirmou em comunicado ter interceptado um drone carregado de explosivos lançado pelo movimento houthi do Iêmen, comunicou a TV estatal saudita na segunda-feira (26).

    As forças da coalizão destruíram o drone, que estava "sistemática e deliberadamente" alvejando civis no Reino, disse o porta-voz Coronel Turki Al-Malki.

    No sábado (24), o movimento houthi declarou ter disparado três veículos aéreos não tripulados contra os aeroportos de Jizan e Abha e a base aérea de Khamis Mushait, declarou o porta-voz houthi, Yahya Saria, citado pela agência Anadolu. Tal ataque serviu como "resposta à escalada aérea do inimigo [Arábia Saudita] e seu cerco contínuo ao nosso povo", afirmou Saria.

    Antes disso, outro ataque de drones no sul da Arábia Saudita deixou um morador ferido e danificou cinco edifícios e três veículos civis, de acordo com a Direção-Geral da Defesa Civil saudita.

    É importante relembrar que o Iêmen tem sido assolado por violência e caos desde 2014, quando rebeldes houthis invadiram grande parte do país, incluindo a capital Sanaa. A crise tem aumentado desde março de 2015, quando coalizão liderada pela Arábia Saudita lançou uma devastadora operação aérea para reverter os ganhos territoriais dos houthis. Em resposta, os últimos atacaram áreas da fronteira saudita e abateram drones militares.

    Desde então, o Iêmen continua travando batalha sangrenta enquanto a maior parte da sua população, já vivendo abaixo do limiar da pobreza, corre sérios riscos de passar fome extrema.

    Porém, apesar dos apelos à paz por parte do chefe da ONU, que exortou as partes em conflito a deixar de lado as suas diferenças em meio à pandemia COVID-19, a violência transfronteiriça continua.

    Mais:

    Por que Arábia Saudita pode ocasionar nova guerra de preços do petróleo?
    Afeganistão alega ter matado um dos principais líderes da Al-Qaeda
    Irã realiza exercícios militares perto da fronteira com Armênia e Azerbaijão
    Tags:
    conflito, houtis, Oriente Médio, Arábia Saudita, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar