23:34 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2154
    Nos siga no

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse neste domingo (25) que o presidente francês, Emmanuel Macron, "deve ser examinado", em uma nova crítica ao líder da França em dois dias.

    A fala de Erdogan foi proferida durante um discurso televisionado na província oriental de Malatya.

    "A pessoa responsável pela França está perdida. Fala sobre Erdogan o dia todo. Olhe para você primeiro e para onde está indo. Eu disse em Kayseri ontem que ele realmente deve ser examinado", afirmou, citado pela agência Reuters.

    No sábado (24), Erdogan disse que Macron tinha um problema com os muçulmanos e que precisaria de tratamento mental.

    "Qual é o problema desta pessoa chamada Macron com os muçulmanos e o islamismo? Macron precisa de tratamento mental", afirmou Erdogan.

    A declaração irritou Macron que convocou o embaixador francês em Ancara.

    "Os comentários do presidente Erdogan são inaceitáveis. O ultraje e o insulto não são métodos", respondeu o gabinete de Macron.

    Macron declarou, neste mês, guerra ao que chamou de "separatismo islâmico", que ele acusa estar tomando conta de algumas comunidades muçulmanas na França.

    A fala de Macron foi feita após o caso da decapitação de um professor por um radical islâmico, que se vingou do uso de charges do Profeta Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão.

    Mais:

    Macron classifica decapitação de professor como 'ato terrorista' (VÍDEO)
    França intensificará luta contra radicalização, afirma Macron
    Varejistas do Qatar boicotam mercadorias da França após comentários de Macron
    Turquia confisca 220 quilos de cocaína em navio que tinha saído do Brasil (VÍDEO)
    Turquia não planeja pedir permissão dos EUA para testar sistemas S-400, afirma Erdogan
    Turquia quer alternativas da OTAN ao S-400 e não críticas, diz ministro da Defesa turco
    Tags:
    encontro bilateral, tensão bilateral, crise política, Recep Tayyip Erdogan, Emmanuel Macron, Turquia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar