04:52 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de outubro (54)
    1101
    Nos siga no

    Comícios acontecem em Jerusalém, Tel Aviv e outras cidades pelo país. População foi às ruas empunhando bandeiras do país, bandeiras negras ou lenços rosa.

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, segue enfrentando uma onda de protestos contra o seu governo. Neste sábado (24), os manifestantes voltaram às ruas e organizaram um comício em frente à residência do líder.

    Eles exigiam que Benjamin Netanyahu renunciasse por causa das acusações de corrupção em andamento e pela forma como seu governo lidou com a pandemia do coronavírus.

    Uma curiosidade nos protestos em Israel é a utilização, por parte dos manifestantes, de alegorias de submarinos, uma alusão à acusação de corrupção pela compra de cinco submarinos alemães que o governo enfrenta.

    Além deste caso, Netanyahu é julgado por uma série de outros envolvendo supostos episódios de corrupção.

    Ele foi indiciado em novembro após denúncias de recebimento de presentes de amigos milionários, e por supostamente buscar favores regulatórios para magnatas da mídia em troca de uma cobertura favorável.

    O primeiro-ministro rejeita todas acusações e irregularidades.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de outubro (54)

    Mais:

    Jarros e objetos inteiros de argila mais antigos que Jesus Cristo são achados em Israel (FOTOS)
    Israel ataca Faixa de Gaza após Cúpula de Ferro interceptar foguete (VÍDEOS)
    Razões econômicas ou políticas? Para que EUA, Israel e EAU criam fundo de investimento
    Israel e Sudão concordam em normalizar relações
    Tags:
    COVID-19, vídeo, Jerusalém, israel, renúncia, manifestação, protestos, Benjamin Netanyahu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar