13:48 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8117
    Nos siga no

    Atuando em conjunto com as Forças Democráticas da Síria (FDS), compostas na sua maioria por curdos, as forças dos EUA reforçaram suas posições no bairro de Ghweiran da cidade de Hasakah, no nordeste da Síria, em meio a tensões com moradores locais, informa a agência estatal SANA.

    De acordo com a agência, pelo menos seis veículos pesados entraram em Hasakah vindos do sul enquanto helicópteros sobrevoavam a área. Informa-se que o comboio, transportando equipamento logístico, tem como objetivo ajudar a reforçar os edifícios da administração local, escolas e outras instalações controladas pelas forças dos EUA e as FDS.

    A informação surge após relatos sobre movimentações na semana passada, segundo os quais os militares dos EUA enviaram um comboio de 55 veículos, incluindo caminhões frigoríficos, bem como 13 veículos militares, para a cidade de Qamishli, localizada perto da fronteira com a Turquia.

    O correspondente da SANA informou também que as forças FDS haviam ocupado várias casas em Ghweiran e sequestrado vários moradores locais, incluindo mulheres.

    Militantes curdos e árabes apoiados pelos EUA avançam em Manbij, no norte da Síria (foto de arquivo)
    © AFP 2020 / DELIL SOULEIMAN
    Militantes curdos e árabes apoiados pelos EUA avançam em Manbij, no norte da Síria (foto de arquivo)
    Segundo a população local, as Forças Democráticas da Síria e os aliados dos EUA ocuparam os principais edifícios na cidade de Hasakah, incluindo a sede do fornecedor local de eletricidade, as instalações de armazenamento de grãos, vários órgãos do governo, bancos, escolas e cadeia local onde estão mantidos terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países).

    No mês passado a agência SANA informou, citando fontes locais, que um comboio de 35 caminhões-cisterna saiu da região de Jazira, no nordeste da Síria, para fora do país, seguindo na direção do norte do Iraque.

    A Região Nordeste da Síria é onde se situa a maior parte das reservas de petróleo do país e é também a área onde a maioria das tropas dos EUA está concentrada.

    Mais:

    Ataque do Daesh contra vila na Síria deixa 9 pessoas mortas, diz mídia local
    Erdogan ameaça lançar nova operação no norte da Síria se unidades curdas permanecerem
    Carro-bomba deixa ao menos 17 mortos e 54 feridos na Síria (VÍDEO)
    Tags:
    Oriente Médio, EUA, EUA, FDS, combatentes curdos, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar