05:14 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    71620
    Nos siga no

    Os militares dos EUA têm estado discretamente eliminando líderes de grupos terroristas na Síria com o novo míssil Hellfire conhecido como "navalha voadora".

    Testemunhando na quinta-feira (24) perante a Comissão de Segurança Interna e Assuntos do Governo do Senado, Christopher Miller, o diretor do Centro Nacional de Contraterrorismo, revelou que na Síria "Hurras ad-Din – grupo composto por vários veteranos da Al-Qaeda [organizações terroristas proibidas na Rússia e em outros países] – sofreu perdas sucessivas de líderes principais e agentes operacionais".

    O míssil secreto Hellfire AGM-114R9X, referido normalmente como R9X, teria desempenhado um importante papel em algumas das eliminações.

     Míssil americano AGM-114 Hellfire
    Míssil americano AGM-114 Hellfire

    Em 14 de setembro, um drone militar Reaper dos EUA, operado por forças de operações especiais, matou Sayyaf al-Tunsi, um importante planejador de ataques para a Al-Qaeda e suas afiliadas, com um míssil R9X, avança The New York Times citando autoridades militares e de antiterrorismo dos EUA, que afirmaram que o ataque iria perturbar as operações do Hurras ad-Din.

    Uma das principais características deste projétil é que, em vez de uma carga explosiva, ele possui seis lâminas que se abrem pouco antes de impactar contra o alvo.

    Desta maneira, pode eliminar os alvos de alta prioridade minimizando o perigo das baixas colaterais que ocasionaria uma explosão.

    Mais:

    VÍDEOS revelam novos detalhes da 'navalha voadora' dos EUA
    'Navalha' voadora: míssil com lâminas é usado pela 1ª vez no Afeganistão (FOTO)
    Drones dos EUA são flagrados caindo em chamas no noroeste da Síria (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    MQ-9 Reaper, Síria, grupos terroristas, Pentágono, EUA, Oriente Médio, míssil teleguiado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar