18:59 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    51410
    Nos siga no

    Menos de um mês depois da assinatura de um tratado de paz entre Israel e os Emirados Árabes, Tel Aviv chegou a um acordo com o Bahrein para normalizar as relações bilaterais.

    O entendimento entre as duas partes teve participação também dos Estados Unidos, conforme anunciou o presidente norte-americano, Donald Trump, nesta sexta-feira (11). 

    ​Outro marco histórico hoje! Nossos dois GRANDES amigos Israel e o Reino do Bahrein concordam com um Acordo de Paz — o segundo país árabe a fazer as pazes com Israel em 30 dias!

    De acordo com um comunicado conjunto divulgado pelo governo dos EUA, a histórica aproximação entre israelenses e mais uma nação árabe do Oriente Médio contribuirá para a pacificação de toda a região.

    "O presidente Donald J. Trump, o rei Hamad bin Isa Al Khalifa, do Reino do Bahrein, e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, de Israel, conversaram hoje e concordaram com o estabelecimento de relações diplomáticas completas entre Israel e o Reino do Bahrein", diz a nota. "A abertura de diálogo direto e de laços entre essas duas sociedades dinâmicas e economias avançadas continuará com a transformação positiva do Oriente Médio e aumentará a estabilidade, segurança e prosperidade na região."

    Ainda de acordo com o documento, os três estadistas destacaram a decisão tomada pelos Emirados Árabes Unidos de anunciar também, no último 13 de agosto, o estabelecimento de laços diplomáticos com Tel Aviv. Uma cerimônia para a assinatura do novo acordo deverá ser realizada na Casa Branca, em Washington, na próxima terça-feira (15).

    Mais:

    Netanyahu diz ter feito reuniões secretas com líderes árabes que buscam normalizar laços com Israel
    Acordo dos Emirados Árabes Unidos com Israel é 'traição' ao mundo islâmico, diz líder supremo do Irã
    EUA pressionam Líbano a fazer acordo desvantajoso com Israel, dizem especialistas
    Tags:
    Hamad bin Isa al-Khalifa, Donald Trump, Benjamin Netanyahu, diplomacia, laços, acordo de paz, acordo, Israel, Emirados Árabes, Bahrein, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar