10:40 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2611
    Nos siga no

    Supostamente, Israel construíra, em cooperação com os Emirados Árabes Unidos, bases de inteligência em ilha em área estratégica do Iêmen.

    Tel Aviv estaria planejando a construção de uma série de bases de espionagem em Socotra, uma ilha de três mil quilômetros quadrados, no oceano Índico, revelou a mídia iraniana PressTV citando um relatório.

    Socotra, localizada entre o mar Arábico e golfo de Adem, a 350 quilômetros ao sul do Iêmen, é a maior ilha de um arquipélago do país árabe.

    Uma delegação de oficiais da inteligência de Israel e dos Emirados Árabes Unidos visitou a ilha de Socotra recentemente e examinou vários possíveis lugares para o estabelecimento de bases de inteligência, garante o relatório.

    Soldado passeando pelo porto de Hodeidah no mar Vermelho, Iêmen
    © REUTERS / Abduljabbar Zeyad/File Photo
    Soldado passeando pelo porto de Hodeidah no mar Vermelho, Iêmen

    Até o momento, foram selecionados dois locais para a construção de bases. O primeiro deles se encontra no leste da ilha, em uma região conhecida como Momi. O segundo está localizado no oeste da ilha, revelou documento citado pela mídia.

    O relatório cita fontes do Iêmen que afirmam que funcionários de inteligência de Israel e EAU escolheram esses locais por serem topograficamente os mais apropriados para estabelecer bases.

    O PressTV detalhou que a função das bases será "recolher informação eletrônica" do sul do Iêmen, do golfo Pérsico, do golfo de Adem, do estreito de Mande e do leste da África.

    Mais:

    Recém-amigos: ex-agente do Mossad conta como Israel e EAU chegaram a acordo de paz
    Desconhecidos no Iêmen matam a tiros colaborador da agência de vídeo Ruptly perto de sua casa
    'Solução de 2 Estados': Bahrein frustra EUA e se opõe a normalizar relações com Israel
    Tags:
    Iêmen, Emirados Árabes Unidos, militar, base, espionagem, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar