19:19 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5192
    Nos siga no

    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, declarou nesta quarta-feira (26) que a "resistência" iraniana contra a pressão dos EUA resultou na "derrota diplomática" de Washington, informou a agência de notícias oficial IRNA.

    "Se a nação iraniana tivesse perdido terreno para os Estados Unidos há dois anos, o inimigo poderia ter colocado o Irã de joelhos", afirmou Rouhani em referência à retirada unilateral dos EUA do acordo nuclear iraniano de 2018 e subsequentes sanções sem precedentes contra os setores de energia e financeiro do país.

    O presidente iraniano fez a declaração em uma reunião de gabinete em Teerã, capital da República Islâmica.

    Rouhani elogiou o que chamou de "tolerância" dos iranianos, apesar das dificuldades econômicas causadas pelos Estados Unidos nos últimos anos.

    Derrotado em sua mais recente ação contra o Irã no Conselho de Segurança da ONU, os EUA reforçaram que buscarão a manutenção de um embargo de armas que expira em outubro contra Teerã, em uma manutenção da política de "pressão máxima" do presidente Donald Trump.

    Até mesmo aliados de Washington afirmam que não é possível a Casa Branca sancionar o Irã nos termos do Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), estabelecido em 2015, e do qual Trump retirou os EUA em 2018.

    Mais:

    Irã afirma ter executado 3 infiltrados ligados aos EUA
    Após pressão dos EUA, Irã recebe visita de chefe de agência nuclear da ONU: 'abordagem neutra'
    Irã permite que AIEA acesse 2 instalações de energia atômica
    Tags:
    Donald Trump, diplomacia, IRNA, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Hassan Rouhani, Conselho de Segurança da ONU, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar